sábado, 7 de dezembro de 2019

Flamengo x Santos no 1º Turno

Da série "imagens que valem por mais de mil palavras":


Bom sábado e SRN a tod@s.

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Flamengo x Avaí


Campeonato Brasileiro/2019 - Série A - 37ª Rodada

Quinta-feira, 5 de Dezembro de 2019, as 20:00h (USA ET 18:00h), no Estádio Jornalista Mário Filho ou "Maracanã", no Rio de Janeiro/RJ.

FLAMENGO: César; Rafinha, Matheus Thuler, Rhodolfe Renê; Piris da Motta,  Diego, Everton Ribeiro e De Arrascaeta; Lincoln e Gabigol. Técnico: Jorge Jesus.


Avaí: Vladimir; Lourenço, Kunde, Marquinhos Silva e Igor Fernandes; Luanderson, Wesley, Richard Franco e Ramon Pereira; Jonathan e Caio Paulista. Técnico: Evando Camillato.

Arbitragem: Jefferson Ferreira de Moraes, auxiliado pelos Assistentes 1 e 2 Bruno Raphael Pires (FIFA) e Leone Carvalho Rocha, trio da Federação Goiana de Futebol. Quarto Árbitro: Rejane Caetano da Silva (FFERJ)Árbitro de Vídeo (VAR): Elmo Alves Resende Cunha (GO), auxiliado pelos Assistentes VAR 1 e 2 Rodrigo Batista Carvalho (DF) e Edson Antonio de Sousa (GO), todos da Federação Mineira de Futebol. Observador de VAR: Cláudio Vinicius Cerdeira (BR).

Transmissão: SporTV e SporTV Play (TV por assinatura e aplicativo); Premiere, Premiere Play e PFCI (sistema pay-per-view, aplicativo e internacional).

O espetáculo

El País - Brasil
Flamengo cumpriu um ciclo espetacular no campeonato brasileiro de 2019 e hoje despede de sua torcida no Maracanã.

De início atribulado com Abel, embora com "grande elenco". O time não era bem dirigido e nenhum espetáculo fica em pé só com seus grandes atores. É preciso produção, roteiro, direção e elenco. Sem um bom roteirista, o diretor fica com as mãos atadas na direção e precisa apelar para truques fotográficos. Sem produção adequada, o roteirista, diretor e elenco ficam comprometidos em apresentar seus trabalhos. Não são remunerados em dia, não contam com estrutura funcional e competitiva, nem bons profissionais de apoio.

O Flamengo começou 2019 com bom roteiro. O de ganhar títulos a todo custo. E com uma nova produção que contou com a ótima situação financeira herdada da produção anterior. E então gastou para  qualificar o elenco, contratando mais no início do ano ao invés da metade da temporada. Deixando os laterais para isto. Só que o diretor contratado para o roteiro não encaixou. Optaram por técnico experiente porém reativo. Abel Braga, do mesmo estilo "Felipão" que deu muito certo no Palmeiras no ano anterior. A "falta de cobrança" era um dos mantras que serviram como motivação. 

Porém, como vimos, não cabia mais isto no futebol brasileiro. A partir da contratação do novo "Diretor", Mister Jesus, todos os técnicos reativos caíram como castelo de cartas em seus respectivos clubes. Flamengo inaugurou uma nova era, junto com o Santos de Sampaoli. O elenco qualificado se entendeu com o técnico super qualificado e o espetáculo ficou brilhante, à altura do tamanho que o Flamengo sempre teve potencial mas nunca mostrava. Novas contratações foram realizadas. E o time do Flamengo superou tudo e todos.

Isto tem seu preço. Clubes de outros países agora miram no Flamengo e querem contratar seu técnico, seus jogadores e mesmo profissionais do staff. Flamengo é como aquela música "New York": "If I can make it there I'll make it  anywhere" . Um clube enorme, pressão gigante, não é para fracos. E os fortes todos querem.

Mas a produção continua. O espetáculo não pode parar. Que o Flamengo consiga superar o provável sobressalto da saída de alguns de seus atores e mantenha o nível da produção lá no alto.

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Momento histórico











Irmãos rubro-negros,



O Flamengo está escrevendo a história. Somos testemunhas do melhor time que o futebol brasileiro viu nos últimos trinta anos.

Futebol ofensivo, agressivo, incessante busca pelo gol. Muita qualidade, categoria e raça.

Do lado de fora do campo, nossa torcida, a Nação Rubro-Negra, a torcida que nunca abandona o Flamengo, que apóia nos bons e maus momentos, bate mais um recorde: mais de dois milhões de rubro-negros nos jogos no Maracanã este ano.

Um número espetacular.

O Flamengo este ano está realizando sonhos e concretizando tudo que a sua austera administração sugeria.

Sofremos bastante durante anos para pôr a casa em ordem.

Fomos humilhados e alvo de chacotas. Nossa resposta: continuar apoiando o clube incondicionalmente.

Assim é o Flamengo: o mais amado clube do mundo.

Quem diz isso é o Jorge Jesus. E eu também.









Não há vitória mais rubro-negra que a da final da Taça Libertadores da América, o nosso time fazendo o gol de empate aos 44 minutos do segundo tempo e o gol do título nos acréscimos. E o gol do Gabigol não poderia ser num toquinho, num lance de efeito, tinha de ser num chute frontal, dado com força, certeiro, estufando a rede após uma disputa de bola na raça.

Gol rubro-negro.

Mas o ano ainda não acabou. Além dos jogos restantes do Campeonato Brasileiro, teremos ainda a disputa do Mundial Interclubes.

Trinta e oito anos depois, como nos contos de fada, Flamengo e Liverpool podem fazer novamente a final do Mundial.

Um momento histórico.







...




Abraços e Saudações Rubro-Negras.

Uma vez Flamengo, sempre Flamengo.


terça-feira, 3 de dezembro de 2019

O Melhor Ano de Nossas Vidas

Bom dia, Buteco!!!

Só alegria! Mengão Bicampeão da Libertadores e Heptacampeão Brasileiro, pulverizando todos os recordes! Um time fantástico e lendário: daqui a 30 anos estaremos nós contando para nossos netos sobre a fantástica fábrica de chocolate que o Flamengo apresentou ao mundo em 2019. 

Um "senhor goleiro", capaz de defesas impressionantes e talhado para as decisões. Meio maluco, mas não dizem que para ser goleiro tem que ter um parafuso frouxo mesmo??? Uma das maiores qualidades do Diego Alves foi ter mantido a cabeça fria no momento de crise e dado a volta por cima. Goleiraço, aço, aço.


Dois laterais que voltam da Europa para encontrar a felicidade aqui no Mengão! Rafinha, um monstro nas assistências. Filipe, um monstro na criação de espaços dentro da partida. Um é da zoeira, o outro é sempre centrado (vejam que sempre que rola o trenzinho, o Filipe mete o pé, kkk). Um prefere o ataque, o outro a defesa. Se completam. 



E o que dizer da dupla de zaga? Eram zagueiros rápidos que queríamos no início do ano??? Toma!!! Rodrigo Caio eu tinha muita confiança que daria certo aqui no Flamengo. Já era um grande zagueiro, jogando em um time cheio de problemas. Marí foi um achado, mais um dessa diretoria! Esse vai ser sempre lembrado como O Espanhol. Com Rodrigo Caio e Pablo Marí juntos, o Flamengo nunca perdeu!


Um sistema defensivo de altíssimo nível, como há tempos não se via por aqui. Jogadores inteligentes para atuar em linha alta (por várias vezes vimos os nossos 10 jogadores de linha no campo do adversário) e que sabem o que fazer com a bola no pé. Clássicos!

No meio-campo, um jogador emblemático: William Arão! Um camarada que estava na bola da vez mas que, com seu trabalho e perseverança, conquistou a Nação! Ver o Maracanã em peso gritar "Arão! Arão!" foi um dos momentos mais bacanas da temporada. Obrigado, Arão! Você honrou o Manto e entrou para a História dos heróis flamengos.


Gerson, o Coringa do Mangão! 2 gols, 4 assistências e muita elegância no meio-campo. Para um jogador que saiu do país como indolente, Gerson é outro que mostra que o mundo do futebol está em constante mutação. Chegou e vestiu a camisa com a mesma naturalidade que um bebê começa a respirar após vir ao mundo. O Vapo está na moda!

  
Na armação, o cara que foi contratado para conduzir o time aos títulos: Éverton Ribeiro! Outro cracaço de bola, sempre muito regular jogando aqui. Dificilmente se vê uma partida onde o Éverton foi mal. Ainda, muita disposição para ajudar na marcação, lembro de várias situações onde ele vinha na nossa área ajudar no combate. Futebol atual, intensidade e qualidade. Miteiro!


Solta o Arrascaeta nessa p...!!! Um jogador mágico! Pura magia! Lances antológicos, realizados com uma simplicidade que só os grandes craques sabem. Lembro que havia certa desconfiança da imprensa esportiva, pelos valores pagos ao Cruzeiro e por uma suposta característica displicente do jogador nas partida. Quanto a nós, comemoração desde o anúncio da contratação. A Torcida do Flamengo mais uma vez mostrando que a voz do povo é a voz de Deus. 


Por fim, a dupla dinâmica! Bruno Henrique e Gabigol. O primeiro, uma máquina. Geneticamente criado para confrontar as defesas e deixá-los na poeira. O melhor jogador da Libertadores e com boas chances de levar também o troféu de melhor do brasileirão. O cara que faz gols "só para ajudar"! Humildade total. Um orgulho para a Nação Rubro-Negra. Se eu fosse o Landim, ofereceria um contrato de 8 anos para ele continuar o resto da carreira por aqui. 

E, fechando esse Flamengo Maravilhoso, Gabriel, o Gabigol! Artilharia pesada no comando do ataque rubronegro! Maior artilheiro da história do Campeonato Brasileiro de pontos corridos, artilheiro da Libertadores e os dois gols que nos deram o caneco da competição. Vale 20 milhões de euros???? Até 40, meus irmãos! Gabriel, o Gabigol!!! 



Menção honrosa para os que contribuíram sempre que chamados, em especial, Vitinho, Reinier e Diego. O menino de 40 milhões, sempre pressionado a jogar bem. É outro que conseguiu dar a volta por cima e contribuiu efetivamente para o sucesso da equipe. Um moleque de ouro da base, para manter a tradição e um veterano que veio para o Flamengo com a missão de ser o ícone desse novo Flamengo, planejado lá atrás em 2013. Diego Ribas teve altos e baixos na sua carreira e não foi diferente aqui. É um prêmio, para nós e para ele, que tenha podido aparecer com destaque na decisão da Libertadores. 


Comandando essas feras, o Mister! Não ouso dizer que é o melhor treinador da nossa história, porque esta tem personagens tão interessantes quanto. Mas, certamente, o português Jorge Jesus foi o mais aclamado na arquibancada do Maracanã. "Olê olê olê olê, Mistêr, Mistêr!". Uma reverência mais que merecida. Quis o destino que ele levasse sua primeira Libertadores com dois gols no encerrar do jogo, enterrando de vez antigos fantasmas. 


O futuro a Deus pertence. Quem vai ficar, quem vai sair... Isso é coisa para a diretoria resolver. E vão resolver. O Flamengo está em outro patamar, em todos os setores. 

A mim, só resta agradecer pelo melhor ano de nossas vidas!

Obrigado, Flamengo!

Saudações Rubronegras.
     


segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

Reflexões em Outro Patamar

"As críticas a mim foram mais de treinadores com pouca capacidade e nome no futebol. Os grandes treinadores daqui não se preocuparam com isso. Já passou e sou um colega de profissão deles. Minha nacionalidade não conta" (Jorge Jesus)

Salve, Buteco! O Clube de Regatas do Flamengo, que já se dividiu entre AZ/DZ (antes e depois de Zico), agora entrará na fase AJ/DJ (antes e depois de Jesus). Ficando Jesus, o foco do Departamento de Futebol deverá ser o ajuste fino: reformas pontuais no elenco visando o complexo calendário de 2020; saindo Jesus, daremos alguns passos atrás e teremos que enfrentar a ingrata tarefa de encontrar o sucessor ideal e ainda cuidar da renovação pontual do elenco. Acho possível que fique, sinto que ficará, tomara que até a Copa do Mundo de Clubes de 2021. Digo o mesmo em relação a Gabigol, nosso novo ídolo rubro-negro. Não é simples encontrar melhor lugar para trabalhar do que o Flamengo, agora em outro patamar.

Afinal, Jesus e o Flamengo têm uma relação de amor e não uma mera paixão fugaz.

***

No Brasil, o único clube capaz de atingir o patamar no qual o Flamengo se encontra é o Palmeiras. O adversário, porém, vive momento conturbado, graças à avassaladora superioridade rubro-negra em 2019. A diretoria alviverde assistiu bovinamente ao Flamengo contratar um time titular inteiro e depois um treinador europeu, sentada em uma falsa premissa de que um elenco homogêneo e os mesmos treinador e filosofia de jogo de 2018 seriam suficientes. Time ganha jogo e diretoria, campeonatos, dizem. Nunca foi tão verdadeiro.

O Palmeiras acordou para a realidade, porém subir até o patamar do Flamengo não será simples. Planejar começa por escolher o treinador certo para, depois, definir o elenco e a estratégia para enfrentar o insano calendário brasileiro. Nossa atual Diretoria demonstrou que a chave do sucesso passa por ter as pessoas certas no lugar certo - diretores, comissão técnica, Departamento Médico e elenco. O Palmeiras provavelmente melhorará em 2020, porém não existem Marcos Braz, Brunos Spindel e Jorges Jesus em qualquer esquina, para não falar nos atletas.

O Flamengo de hoje é uma orquestra sinfônica afinada e tocando em sintonia. Ficando Jesus e mantido o elenco, com pontuais ajustes, em 2020 virão mais uma penca de títulos importantes.

***

Eis o nosso calendário de dezembro, que encerrará esse mágico 2019:

Data
Competição
Fase
Adversário
5/12
Quinta-feira 
 21:30h
Campeonato Brasileiro
37ª Rodada
Avaí (c)
Maracanã
8/12
Domingo 
16:00h
Campeonato Brasileiro
38ª Rodada
Santos (f)
Vila Belmiro
Semana livre
17/12
Terça-feira 
14:30h
Mundial de Clubes
Semifinal
Al-Hilal ou Club Esperance (n)
Khalifa Internacional Stadium
21/12
Sábado 
14:30h
Mundial de Clubes
Final
A definir
Khalifa Internacional Stadium

Restando duas rodadas do Campeonato Brasileiro já ganho, é hora de dar um descanso a alguns atletas ou buscar novos recordes?


***

A palavra, como sempre, está com vocês.

Bom dia e SRN a tod@s.

domingo, 1 de dezembro de 2019

Palmeiras x Flamengo


Campeonato Brasileiro/2019 - Série A - 36ª Rodada

Domingo, 1º de Dezembro de 2019, as 16:00h (USA ET 14:00h), no Estádio Allianz Parque ou "Arena Palmeiras", em São Paulo/SP.

Palmeiras: Jailson; Marcos Rocha, Luan, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima; Dudu, Luiz Adriano e Zé Rafael. Técnico: Mano Menezes.

FLAMENGO: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Rhodolfe Filipe Luís; Willian Arão, Gérson, Vitinho e De Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol. Técnico: Jorge Jesus.

Arbitragem: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA), auxiliado pelos Assistentes 1 e 2 Guilherme Dias Camilo (FIFA) e Sidmar dos Santos Meurer, trio da Federação Mineira de Futebol. Quarto Árbitro: Salim Fende Chavez (Federação Paulista de Futebol)Árbitro de Vídeo (VAR): Emerson de Almeida Ferreira, auxiliado pelos Assistentes VAR 1 e 2 Wanderson Alves de Sousa e Celso Luiz da Silva, todos da Federação Mineira de Futebol. Observador de VAR: José Antônio Chaves Santos Filho (RS).

Transmissão: Rede Globo e GloboPlay (aberta, para todo o país, exceto CE, GO e RJ, e aplicativo)PremierePremiere Play e PFCI (sistema pay-per-view, aplicativo e internacional).