sexta-feira, 25 de julho de 2014

Reviravoltas


Destreinador, losango maldito, insubstituível e manager foram algumas das palavras que vieram a mente após o anúncio da mudança do treinador do Flamengo. Seguidas de um enorme desânimo, especialmente após ter lido e assistido declarações do presidente Bandeira e do Ximenes falando sobre a importância de manter o trabalho e seguir com as convicções. Acima de tudo uma sensação enorme de que a diretoria estava finalmente cedendo às pressões dos antigos caciques, simbolizada na tal carta que dois deles divulgaram em diversos portais esportivos, pedindo a saída do Ney Franco e nomeação imediata de um VP de futebol experiente.

A resposta dos mandatários rubro-negros foi agressiva e arriscada, ainda que tenha sido realmente por falta de opção. Trouxeram para treinar um time um nome que chama a atenção dos críticos para si, ajudando a aliviar a pressão tanto sobre o elenco quanto a diretoria. Vanderlei tem a seu favor ainda o fato de ser um bom treinador de futebol, com um currículo vitorioso e ser um cara que tende a funcionar bem quando seus poderes são restritos ao comando técnico do time. Além disso é cascudo, sabe aguentar a pressão e conhece muito bem o Flamengo.

Mas a lista de contras que envolve o nome do treinador também não é pequena. É adepto de elencos caros, não trabalha bem com jovens jogadores e costuma ser apegado a teimosias táticas, como o tal meio de campo em losando que marcou sua última passagem pelo Flamengo. Há ainda todos os boatos que cercam sua trajetória desde o fatídico período na seleção, mas para mim, existe um motivo maior do que todos para ficar incomodado com a contratação de Luxemburgo. Aparantemente, foi a mesma tática usada pela diretoria anterior, tão criticada por muitos de nós por agir de forma amadora ao “terceirizar” o departamento de futebol para um cara que entende do assunto. É difícil de engolir que a diretoria que se elegeu com a bandeira do profissionalismo, da transparência e da modernização das práticas dentro do Flamengo acabe agindo exatamente da mesma maneira, escolhendo Luxemburgo como escudo das críticas.

Aqui pausa para uma ressalva importante: Não estou afirmando que foi por esse motivo que Vanderlei tenha sido escolhido como técnico do Flamengo, da mesma maneira que não posso afirmar que a presidente anterior tenha feito com esse intuito. É apenas a impressão que ficou a meu ver e a mesma que muitos amigos rubro-negros compartilharam comigo nestes últimos dois dias.

O desânimo bate quando se olha para o que não foi feito em quase 18 meses da gestão Bandeira de Mello. O Flamengo continua sem ter a definição clara da hierarquia e das atribuições no futebol, desde o VP ou do “conselho gestor” até os níveis operacionais. O que faz o gerente? Qual a diferença deste para o diretor? E os dirigentes amadores? Mesmo sem tempo para estarem presentes, têm ingerência nas decisões operacionais? Será que mudou alguma coisa no futebol do Flamengo desta gestão para as anteriores?

Sinceramente, eu não consigo perceber até aqui nenhum trabalho consistente, que possa nos levar a um caminho tranquilo ao longo dos campeonatos que disputamos. Lembrando que títulos são importantes, mas que a torcida, ao comprar a idéia em 2012 mostrou que aceitaria um período de vacas magras, desde que o time jogasse com dignidade. Declarações desastradas dos dirigentes, prometendo reforços de peso, mudaram as expectativas da torcida e aumentaram ainda mais a pressão num momento em que tudo que o Flamengo precisa é de calmaria e tranquilidade. Sem isso, não haverá clima para trabalhar na parte administrativa onde o clube ainda pena e muito pela falta de recursos.

O jogo contra o Botafogo será decisivo, provavelmente com estádio cheio. O time está sentindo a pressão e vai treinar na gávea no sábado pela manhã. Acredito em uma vitória simplesmente porque o Flamengo se alimenta de crises e vai entrar para jogar o clássico numa situação de vida ou morte. Vamos ver se a experiência do Luxemburgo, somada às estreias de Canteros e Eduardo Silva vão conseguir fazer o time começar a sair do sufoco.

            *          *          *          *          *

P.S. O Flamengo começou 2013 com o técnico de 2012, trocou por um “estudioso do futebol” que acumulou derrotas antes da parada para a copa das confederações. Em seguida, optou por um medalhão renomado e acabou a temporada ficando com seu auxiliar. Em 2014, começamos a temporada com o técnico de 2013, trocamos por um estudioso do futebol que também acumulou derrotas e também foi substituído por um técnico renomado. Será que vamos acabar a temporada com o Deivid no comando do time?

Desculpem. Não resisti à piada infeliz.

abraços a todos e SRN!

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Calúnia do Rúbio Negrão

Sejemos cinseros e analfabéticos: todo brasileiro é um treinador de futebol enrustido. E tem mesmo o perfil vencedor para a profissão, porque vence tudo: vence a conta de luz, de gás, telefone, TV a cabo...

Por conseguinte, o Flamengo tem aproximadamente 40 milhões de treinadores enrustidos (para o desenrolar ideal desta Calúnia, não confundir com o Fluminense, que possui 3 milhões de bibas enrustidas).

Até aqui, a Calúnia chegou bem. As contas batem perfeitamente, a matemática permanece uma ciência exata, eu até pareço ser uma pessoa normal.

Só que no momento atual, o Flamengo não precisa de 40 milhões de treinadores, mas apenas de míseros 4 ou 5 gestores que saibam transitar a imundície que é o futebol brasileiro. Os chamados macacos velhos. O problema é que esses macacos velhos, de tão velhos, já estão esclerosados.

Então, o jeito é apelar pros macacos jovens e suas ideias novas e revolucionárias de contas em dia, ética e continência, sendo esta última deveras importante, já que macacos velhos metidos a jovens recém-saídos das fraldas geriátricas tendem a sofrer de forte (e óbvia) incontinência. Mas aí surge uma nova dificuldade: os tais macacos jovens querem porque querem entrar no lamaçal do futebol brasileiro trajando impecáveis smokings brancos...

Cenão vejemos e erremos: nossa ansiada salvação da Série B não virá por meio de sangue, suor e lágrimas, porque nossos atletas não menstruam, também não correm, e nós torcedores não choramos jamais. Neste momento de crise, o nosso livramento da temida experiência na segundona não surgirá mediante planejamento, mas através de atitudes rápidas e pontuais. De paliativos, como a contratação do experiente Vanderlei Luxemburgo, dando a ele carta branca. Não, carta branca também não, porque cartas na mão do Luxa costumam terminam em dívidas. Mas dando a ele, isto sim, autonomia para escalar, barrar ou mesmo banir os jogadores do nosso malemolente elenco.

E outra, meus leais detratores: agora com o KL como eminência parda, as contratações vão começar a acontecer. E como vão! Resta saber se ele será legal, e avisará os amigos mais chegados para não se candidatarem à presidência do Flamengo pelo menos nos próximos 15 anos.


Duplex Toc Zen

1 - Olha, sejendo bem cinsero e analfabético, eu sou o cara mais otimista que tem. Daí que o leal detrator só precisa começar a se preocupar com o rebaixamento do Mengão quando eu disser pra se preocupar, OK?: Então. Pode começar a se preocupar com o rebaixamento do Mengão.

2 - Agora, sou frontalmente contra torcedor agredir jogador: Ainda bem que o André Santos é um ex-jogador em atividade.

3 - Eu contrataria o Adriano pra ontem: Um ontem assim tipo 2007, 2008...

4 - O Flamengo estar por baixo é fase: O Vasco estar por baixo é sina.

5 - O jogador mais hétero do Mengão é o Everton: Tá sempre fugindo do pau.


6 - Mesmo na podre, ainda estamos melhores que os vascaínos, porque pra sermos zoados de verdade ainda precisamos cair: Já o Vasco, basta ficar exatamente onde já está.

7 - É incrível, mas com a péssima fase atual do Mengão, passei a respeitar vascaenses, botafoguistas e bicolores: Porque jamais conseguirei suportar o tanto de vergonha e sofrimento que esses estoicos infelizes vêm tolerando ano após ano.

8 - Aliás, me caiu a ficha: O Internacional contrata tantos argentinos que devia se chamar “Binacional”.

9 - A gente percebe o nível em que o futebol brasileiro se encontra quando...: O clube que se destaca no cenário internacional é o Atlético-MG.

20º - Flamengo x Botafogo: Faço votos que no domingo a nossa torcida consiga ocupar o Maracanã do mesmo jeito que o abdome do André Santos ocupa a sua camisa.


11 - Você é daqueles que acham que o século XXI não nos reserva mais nenhum mistério?: Então como você explica alguém que torce por um time que está no meio da tabela da Série B ter a petulância de tentar zoar o Mengão?

12 - Parece que o Mengão resolveu se curar da mediocridade usando a cromoterapia: Tem azuis na gestão e amarelões no elenco.

13 - EBM está convencido de que precisa colocar pootas velhas no Flamengo: Porque se botar pootas novas, os boleiros traçam fácil.

14 - Twitter Cassetadas da semana (em tempo real só em @rubionegrao)

Já terminou o campeonato, ó arcoirenses deslumbradas?

Ironias do futebol: o Flamengo tem a lanterna, mas é o Tricolor que vive com o anel piscando.

Agente de jogador coordenando seleção da CBF.
Agora só falta botar o Chaves pra vigiar os sanduíches de presunto.

Quem conhece futebol estranha muito os jogadores do Flamengo se machucarem neste momento. O depto. médico está lotado.
Lotado de amarelões.

O Luxa tá dando sopa, e acho que conseguiria montar um "pojeto" de time com essa lixarada aí mesmo, só pra gente não cair. [ORRA! NESSA MITEI! PROFETAÇO!]

Hoje, mais uma vez, Neguebinha honrou a camisa. E o veadinho do Everton, mais uma vez, inventou contusão pra não entrar na fogueira.

A vantagem de o Dunga treinar a Seleção é que o Flamengo não poderá contratá-lo pra jogar ao lado do Elano.

André Santos confirmadíssimo! Vai pra boate Cabaret Indiscretus hoje! O médico do Fla o liberou, apesar do roxo no olho, OK, @DrHouse_FLA?

Nem com os 2 olhos o André Santos consegue pegar em cheio no meio da bola pra despachá-la da defesa. Agora, com só uma vista, vai ser osso.

"O nome da Chapa era 'Flamengo Campeão do Mundo', e não 'Flamengo Saneado'." - Falta 40 Pontos@ButecodoMengo 

Galera, acho que este ano o G4 vai ficar difícil pro Mengão.

SUDERJ informa: na Seleção, sai Zangado, entra Dunga.

Arcoirenses assanhadíssimas com a possibilidade de o Flamengo cair.
Não cai, porque é time grande, apesar de apequenado por incompetentes.

"Time grande não cai."
"Ah, mas e se cair?"
"O 'se' não existe no futebol."

Por favor, EBM: não perca seu tempo com o Tite. O cara só pega filé-mignon: time forte nos bastidores, com muita grana pra contratar, etc.

O Flamengo cheio de problemas pra resolver, e ainda surge essa bosta de STJD pra torrar o saco. VÃO TIRAR O FLOR DA SÉRIE C, VAGABUNDOS!

Se a CBF, que pode escolher praticamente QUALQUER TREINADOR DO MUNDO pra Seleção, contrata o Dunga, então Ney Franco no Fla tá "bão dimais"!

Elano não jogará mais pelo Flamengo.
Agora oficialmente.

Erazo pediu pra sair porque se sente desprestigiado:
"¿Qué diablos es esto de Chicón hacer un penal tonto? ¿Quién hace eso acá soy yo!"

"Será que o clube vai falir se pelo menos trouxer um lateral esquerdo e um volante pra serem titulares?" - bittencourt23@ButecodoMengo 

"Se burrice e incompetência pagassem dividas, hoje o Flamengo estaria zerado ou ate superavitário..." -  roberto gomes@ButecodoMengo 

"Ucrânia anuncia convocação do jogador brasileiro Edmar de Lacerda."
Só que é pro exército... #GenteAzarada

Perdão, mas a frase está errada. O correto é "samos" incaível. @Mengao_Info Somos incaível #VamosLotarMengão

Estou muito confiante em que não cairemos, mas confesso que estaria bem mais se o Flamengo se chamasse "Fluminense".

Flamengo 3x0 Botafogo.
2 de Elano e 1 de Felipe (batendo falta). #VamosLotarMengão

Se no domingo o @elano_blumer não meter pelo menos 2 gols no Botafogo podem me enviar uma camisa oficial do Flamengo tamanho G. Apostado.

"Pofissionalmente" falando, em termos de 4 linhas, finalmente temos um treinador de futebol.

Alô galera que favoritou meus tweets em que escrevi que o Ney Franco daria certo no Flamengo: deletem tudo!
Grato.

"De bonzinhos, bastam os blues. É até muito positiva a figura do Luxemburgo para equilibrar essa balança." - Luiz Mengão Eduardo, Buteco

E nada mais faço. Só aqui rezando o dia todo.

(Ás do quinta-colunismo esportivo, Rúbio Negrão, vulgo Rubro-Negão Trolhoso, vulgo RNT, é cria dos juniores do blog da Flamengonet, e aceita doações de camisas oficiais novas do Flamengo no tamanho G.)

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Flamengo: um programa que só roda sob pressão


Nesses dias de sorrisos amarelos para o Flamengo, há vascaínos que me fazem gargalhar profundamente: QUÁ QUÁ QUÁ! QUÁ QUÁ! Eis que fizeram uma grotesca adaptação do risível "hino" argentino entoado durante a Copa, que os hermanos mais uma vez perderam, e cantam "pimpões da vida", num dos versículos chinfrins, alguma coisa parecida com :"...Flamenguistas, e no Maracanã somos o terror de vocês...". Como assim? Há uma Era de 26 anos não ganham uma decisão em cima do carrasco rubro-negro no templo do futebol. Agradeço-los por me tirarem do sério com tamanha estultície, sempre eles no papel de tábua da salvação do meu humor abalado nos pós 1.7 e 0.4;

Pelo nosso lado glorioso, a pressão cresce com o fraco desempenho do time no Campeonato Brasileiro depois das férias de 15 dias e mais 32 intensivos destreinamentos ministrados pelo Ney Franco, levando a equipe a voltar pior do que antes da preparação, quando treinou no monstrengo 3-5-2 e dele desistiu em apenas 45 minutos de jogo contra o Atlético Paranaense. O treinador não é o principal culpado pelo fracasso da missão. Tem muita culpa quem colocou essa tartaruga em cima do poste, no cargo antes ocupado por Jayme de Almeida, e acabou por ficar evidenciado que o problema não estava na figura do velho zaqueiro, pois ele apenas fazia parte de um desconjuntado grupo, mas fez o papel de "fio-terra" para os atuais dirigentes que voltaram a demostrar entender lhufas de futebol;

Desde a primeira derrota no atual Brasileirão que parte da torcida, ressabiada na condição de gato escaldado, se refere a um possível rebaixamento. Alguns mais açodados chegam a determinar: "Agora vai cair!" como se estivessem diante de um exato problema de matemática de fácil resolução prevista nos livros do inesquecível professor Ari Quintela. Replico eu: Vai nada. A temperatura subiu e como nas antigas panelas de pressão desde os tempos das nossas avozinhas, a carga subiu proporcionalmente e daí vem a salvação;

Infelizmente funciona assim, no estresse e no limite, cujo ponto se ultrapassado é capaz de derrubar o presidente do clube. Não precisava ser desse modo para que as providências necessárias à realização de uma boa campanha fossem adotadas. Com a eleição dos azuis, cheguei a pensar que essa era uma fase que tinha ficado para trás, mas ainda não ficou e parece que vai demorar a chegar até lá. O aprendizado exige tempo para refletir positivamente na vida prática;

Em algumas campanhas de prevenção à saúde é comum ouvir falar que "é o veneno que nos mata salvando as nossas vidas". Muita semelhança com o Flamengo e seus dirigentes, que clamam pela ebulição para rodar os seus programas, que não sabem viver em paz consigo mesmos, pois quando a calma se estabelece, o clube e o time se esfacelam, e também desaprenderam a usar as pré e intertemporadas a seus favores, concedendo férias sem reposição dos dias parados, viajando pelos paraísos do Walt Disney, talvez para aconselharem-se com o Pateta e para matar a saudade do velho Zé Carioca que, atualmente, grita "Gol do Mengo" na língua de Shakeaspere;

O Botafogo que me aguarde. Domingo eu estarei a bordo do templo do futebol para dar uma força no reerguimento do Flamengo neste Campeonato. A hora é essa;

SRN!

terça-feira, 22 de julho de 2014

Melhorando o Futebol, Melhora o Resto...

Como pode o Flamengo não conseguir jogar com um time compacto, com variações bem treinadas e executadas, principalmente com posse de bola, passe curto, depois de 30 dias de treinamento? Essa é a questão, o motivo da crise. Nas últimas horas todos lemos uma enormidade de opiniões com coisas aproveitáveis, outras nem tanto. O que impressiona é que muitos falam em contratar e dispensar com uma facilidade inacreditável, sem dinheiro disponível. Considero também que o dinheiro foi mal utilizado em alguns casos, mesmo que a situação atual seja momento para tentativa e erro mesmo.

O clube tem verba complicada por causa do passado, o presente também é ruim por más escolhas em contratações, porém não gosto e nem quero que o Flamengo passe por perto de Joel, Luxa, Marcus Braz, Kleber Leite entre outros. Que memória curta é essa, minha gente?! Pode parar com esse desespero! A situação é grave e desesperadamente ninguém resolve nada. É preciso seriedade e sabedoria. Não acho que Ney Franco tenha tamanho e estofo para dirigir o Flamengo hoje, mas olhando o mercado a solução é permanecer com ele. Não adianta contratar e dispensar treinador a esmo, isso só prova que não é ali que se encontra o problema.

Passou da hora de uma limpa no elenco, encostar, colocar pra treinar separado, no mínimo definir os que realmente serão utilizados, funções, dividir. Fechando em 25 atletas dá para competar com a base, mesmo que frágil. É hora de peças dinâmicas e comprometidas, versáteis. É hora de treinar forte, se fechar, TREINAR CERTO. É hora de separar as laranjas podres, que todos sabem quem são.

O clube (diretoria) tem que separar as laranjas podres, mesmo que elas tenham sido bonitas até ontem, mas estragaram nesse caminho e estragarão o restante das laranjas, mesmo as ainda verdes e esse é o maior problema. A medida que deveria ter sido tomada na pausa da copa do mundo seria algo que não é segredo pra ninguém, como: barração sumária de Felipe, Elano e André Santos, nem que fosse para dar um susto no restante do elenco (sem esquecer de Léo Moura, Alecsandro e Chicão). Sabemos do efeito da não barração .

Não falo aqui de dispensa, pois custaria ainda mais dinheiro, contudo o clube deveria encostar, fazer treinar em separado do elenco principal, ou tentar emprestar, trocar, vender por qualquer trocado. Temos de deixar de competir com esse time cansado, lento, velho demais! Wallace, Chicão, Felipe e Alecsandro foram os que reclamaram publicamente da diretoria ou do clube de alguma forma; Léo Moura, Elano e André Santos nem culhões pra isso tiveram. Analisem, sem subir a pressão arterial, ao rendimento de cada um dos citados nas últimas duas partidas.

Alecsandro, André Santos, Elano, Felipe, Erazo, Hernane, Léo Moura, João Paulo, Muralha e Márcio Araújo dificilmente ficarão no elenco pelo término do contrato ou pelo desgaste e não aproveitamento. Todos terminam seus contratos entre 12/2014 e 08/2015. César, Negueba, Douglas Baggio, Sartori, Nixon, Panterinha, Adryan certamente serão os próximos a ir embora, como foi Caio Rangel porque os contratos são curtos e provavelmente não serão renovados. Também tem seus contratos terminados em 2015.

O futuro próximo do Flamengo (2015) depende também destes 17 jogadores (elenco inchado), caras que não ficarão no clube no ano que vem, que certamente será um ano de renovação, o ano da limpa, mesmo! Será que eles (sabem que não permanecerão no Flamengo) terão força de vontade pra tirar o clube desta situação (respeito e comprometimento)? É melhor limpar agora e começar 2015 com o elenco formado e preparado, desde já. De todos os nomes citados eu investiria apenas em César, Hernane e Sartori com convicção e Negueba, Nixon e Márcio Araújo pra ficar no elenco pela escassez. O restante eu nem contaria mais.

A espinha dorsal dessa “nova equipe”, teoricamente mais versátil, seria a utilização de Cáceres (inteiro) Paulinho, Éverton (inteiro), Mugni e Canteros como peças-chave para a variação tática proposta, durante o próprio jogo, se necessário. Com as peças que temos atualmente e os reservas o clube tem sim a obrigação de ficar entre os 10, o problema é que não tem conseguido vencer e consequentemente sair das últimas posições. Dá pra chegar mais gente, tem que chegar mais gente. Ao menos um lateral esquerdo e meia.

Com tudo isso posto, ainda me questiono se Paulinho e Éverton teriam inteligência esportiva (tática) para executar tais funções? Se Ney Franco teria a capacidade para treinar as tais variações que o time necessita? Ele teve tempo suficiente para treinar a estas variáveis (um mês)? Ele treinou bem essas variáveis táticas? É o cara recomendado para pensar e executar tais variações com excelência? Será tão difícil assim treinar esses caras? Tenho uma vaga ideia, e só resta torcer, sentir e xingar como torcedor pra parar de agonizar com a posição do clube no Brasileiro.

A única certeza que tenho é que o desempenho seria melhor se a média de idade do time baixasse e a intensidade no jogo aumentasse. Não é possível que o time titular funcione de forma competitiva e intensa com 6 atletas com mais de 30 anos (sem contar ainda com o “já esquecido” Bolaños, que ninguém nem tocou mais no assunto, e Eduardo da Silva, ambos com 30 anos). Piora quando pensamos hoje titulares, não são modelos de comprometimento. Dentro de certas circunstâncias, utilizaria o falador Wallace (calando-lhe a boca), Alecsandro e Léo Moura (falta de alternativa) na reserva, de modo inteligente e eventualmente.

A diretoria atual tem que nomear um diretor de futebol para amenizar a crise já instalada. A situação é urgente! São inúmeros os motivos. Que se encontre alguém dentro do SóFla, grupo político da situação, disposto a esse sacrifício o que não pode é a atividade principal do clube não ter uma cara, ficar acéfala e deixar uma nefasta oposição, que se locupletou do clube por décadas, colocar gasolina no incêndio, colocar as manguinhas de fora e “ditar regra” como se fossem bastiões da sapiência... Se o Flamengo erra, e erra como qualquer diretoria é no futebol, onde deveria errar menos. Não dá para suportar omissão. Não dá!

É hora de se posicionar politicamente dentro e fora do clube; é hora de peitar as arbitragens, não que elas tenham influenciado aos resultados, mas tem atrapalhado bastante, vide expulsão do Chicão, ou o jogo contra o Bahia; é hora de confrontar a CBF e demonstrar publicamente o descontentamento, sair de cima do muro; é hora de mostrar grandeza, respaldar com segurança a comissão técnica e impor as mudanças pra lá de urgentes. O mercado é péssimo e com a rotatividade já típica no Flamengo, ninguém tem sido responsabilizado por nada. E nem pode. O que falta ao Flamengo é o óbvio, que parece simples, falta futebol! Tudo melhora se o futebol melhorar, mas para isso mudanças drásticas terão que acontecer. Não quero ser o dono da verdade, é o que sinto. Apenas.

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Caos, Omissão e Algumas Ponderações

Quando, no dia 2 de junho de 2014, eu escrevi a coluna "O Fundo do Poço", não imaginei que a situação pudesse piorar. Às vésperas da interrupção do Campeonato Brasileiro para a disputa da Copa do Mundo e após a divulgação do áudio da "bronca" dada por Felipe Ximenes no elenco, eu, como todo rubro-negro, imaginei que as coisas fossem se ajeitar. Esperava que ocorressem algumas dispensas ou, no mínimo, algumas punições por atitudes de indisciplina que foram noticiadas na imprensa. Esperava também a contratação de reforços. Ledo engano. Quinze dias de férias para o elenco que então deixara o Flamengo na vice-lanterna do campeonato, seguidos de trinta dias de treinamento, durante os quais vimos os mesmos jogadores treinando a maior parte do tempo no time titular, ouvimos/lemos o discurso de que jogadores foram "recuperados" e que a "vontade" demonstrada nos treinamentos era diferente, e ainda acompanhamos desconfiados um desempenho oscilante em jogos-treinos contra adversários de nível um tanto duvidoso. Pois ontem o Flamengo terminou a partida entregue, completamente esfacelado em campo, da mesma forma que terminou a partida contra o Cruzeiro em Uberlândia/MG. O que fazer?

***

São múltiplos os pedidos para que Ney Franco seja demitido. Longe de pretender afirmar que @s amig@s e demais torcedores que assim pensam estejam errados, proponho um análise sem emoção do que ocorreu desde que Ney Franco assumiu o Flamengo. Antes da parada para a Copa do Mundo, se eu pudesse indicar um erro de Ney, mesmo com tão pouco tempo para trabalhar, seria o "rodízio" sem qualquer sentido que promoveu na escalação alguns veteranos, alternados com outros mais jovens. Não vejo em que tanto titubeio ajudou no desempenho da equipe. Por outro lado, uma análise minimamente justa não pode atribuir a responsabilidade a Ney por pelo menos três resultados, ou será que foi ele o culpado, no confronto contra o Bahia, pela não marcação de um pênalti claríssimo em Alecsandro e pela falta inexistente, no último minuto, que resultou no gol de empate do tricolor baiano? Da mesma forma, Ney pode ser culpado pelo gol perdido debaixo da trave por Paulinho contra o Santos, no Morumbi? E na partida contra o Figueirense, também no Morumbi: pode Ney ser responsabilizado pelo frango que Paulo Victor engoliu, cedendo o empate minutos após o time abrir o placar? É só contar: seriam seis pontos somados e muito mais tranquilidade para trabalhar.

Durante a parada do Campeonato Brasileiro para a Copa do Mundo e na retomada da competição, se eu pudesse apontar uma inconsistência no trabalho de Ney, seria a insistência com um time com seis jogadores com idade superior a trinta anos e com uma defesa que reúne um lateral direito que tem 35 anos de idade, um zagueiro de 33 e um lateral esquerdo de 31, mas que tem a mobilidade de um ancião. Perdeu-se a oportunidade de reformular a defesa, mas é justo ponderar que ninguém tem como saber se Ney foi contratado para trabalhar com esse elenco ou lhe foram prometidos reforços no setor (defesa), o pior do Campeonato Brasileiro até aqui.  De qualquer modo, e lembrando que não foi Ney quem montou esse elenco, que fracassou miseravelmente na Libertadores, venceu o Estadual com um erro de arbitragem na finalíssima contra um rival do meio da tabela da Série B e é lanterna do Brasileirão com a defesa mais vazada e o segundo pior ataque, pergunto @os amig@s que defendem a saída do treinador se têm segurança de que o eventual sucessor escalaria uma equipe substancialmente diferente e se obteria os resultados que esse mesmo elenco não conseguiu até aqui? Antes de responderem, é bom ponderar, em relação ao problema mais crônico, que o reserva da lateral direita vive no Departamento Médico e o reserva da esquerda é ninguém menos do que João Paulo. O elenco será fraco para o Ney Franco, para o Guardiola, para o Joachim Löw ou para o Sampaoli.

***

A propósito dos reforços, sim, são necessários e eu começaria pelas duas laterais, mas de que adiantará contratar sem pensar no todo e, por exemplo, aumentar ainda mais a média de idade do time? Como se não bastasse, vejo-me obrigado a fazer uma outra ponderação: esse elenco, que evidentemente não tem a união do ano passado, está desunido a ponto de um não correr pelo outro, para derrubar o treinador ou, a par das partes tática, técnica e média de idade, está "apenas" fragilizado emocionalmente a tal ponto que não consegue se recuperar da primeira pancada que toma em campo, desmoronando completamente?

Mas como perceber esses detalhes e cobrar do diretor técnico/supervisor e do treinador se não dão outras alternativas e se o clube está há mais de mês sem vice-presidente de futebol? Como saber se esse elenco está rachado e alguma providência precisa ser tomada se não há interlocução com a Diretoria? Como esperar uma reação do time os setores mais frágeis do elenco não são reforçados e os preços cobrados pelos ingressos são altíssimos, afastando a torcida do time?

***

Acho que a estratégia que Ney adotou ontem deixou o time mais seguro defensivamente no primeiro tempo. Márcio Araújo marcou bem na lateral direita e deixou os problemas para a lateral esquerda. Contudo, a extrema fragilidade da equipe na bola aérea e um erro (ao meu ver, evidente) de Sandro Meira Ricci, que marcou pênalti inexistente e ainda expulsou indevidamente Chicão, deixaram o time fragmentado em campo, principalmente no aspecto psicológico.

Alguém achou ruim a escalação com três volantes? Ok. Muito embora ache que o Luiz Antonio tinha vaga naquele meio, por caso ele vem sendo um "maestro" dentro de campo? Era ele a diferença entre o triunfo e o fracasso? E quem mais preferiam? O Negueba, o Mattheus ou o Elano (até ontem considerado o pior jogador do elenco), ou quem sabe os três juntos? E no ataque? Ney foi burro ao não escalar o Sartori ou o Douglas Baggio? Acharam ruim a entrada do Fernando? Mas quem preferiam? O Erazo? Sério?

***

Faço todas essas ponderações porque acho que é necessário ter muita calma para tomar decisões em meio a um ambiente tão carregado e profissionalmente tão tumultuado. Se é verdade que o time não está bem e precisa de reforços, também é verdade que poderia estar com pelo menos seis pontos a mais, como visto. Se é verdade que o trabalho do treinador é confuso, titubeante e inseguro, ao mesmo tempo a Diretoria não dá sinais de que ele tenha respaldo para trabalhar, inclusive pelo elenco que lhe disponibiliza, e ninguém garante que, acaso saia, o sucessor venha a ser melhor. E se é verdade que alguns dos reforços já anunciados e especulados isoladamente parecem interessantes, a maioria deles aumenta um dos problemas do time, que é a média de idade alta e a falta de competitividade dela decorrente, por conta das limitações físicas que passam a existir.

Espero que, em meio ao caos, não haja uma piração total, mas sim serenidade e sensatez para solucionar tantos problemas, além de ação em lugar da omissão que tem marcado a Diretoria nessa crise. A propósito, a janela de transferências internacionais se fechará dia 13 de agosto. Ate lá, cabe à Diretoria refletir a respeito do que pode ser feito e as consequências.

Gostaria de ler as opiniões d@s amig@s do Buteco a respeito do que precisa ser feito para tirar o Mais Querido dessa situação.

Bom dia e SRN a tod@s.

domingo, 20 de julho de 2014

Internacional x Flamengo


Campeonato Brasileiro 2014 - Série A - 10ª Rodada

Internacional: Dida; Wellington Silva, Paulão, Juan e Fabrício; Willians, Wellington (Jorge Henrique), Aránguiz, D'Alessandro e Alan Patrick; Rafael Moura. Técnico - Abel Braga.

FLAMENGO: Felipe; LeonardMoura, Chicão, Wallace e André Santos; Recife, Amaral, Márcio Araújo e Lucas Mugni; Nixon e Alecsandro. Técnico: Ney Franco.

Data, Local e Horário: Domingo, 20 de julho de 2014, as 16:00h (USA ET 15:00h), no Estádio José Pinheiro Borda ou "Gigante da Beira Rio", em Porto Alegre/RS.

Arbitragem: Sandro Meira Ricci (FIFA/PE), auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho (FIFA/SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA/SP).



Parabéns Buteco! 6 Anos !



Parece que foi ontem que nascia o Buteco, eu numa cadeira, Gustavo em outra, depois chegou o Marcelo e a Luciana e ficávamos ali jogando conversa fora só esperando a hora do jogo começar. Muitas vezes ficava a Luciana sozinha no Buteco, ela narrava, comentava, xingava, batia o corner e corria pra área pra cabecear e ainda comemorava os gols, o Buteco era assim... fez um puxadinho aqui, outro ali e foi crescendo, recebendo mais e mais amigos e hoje e um verdadeiro Fórum de debates, onde falamos de tudo, inclusive de Flamengo.

Muito obrigado a todos vocês, cada um representa um pouco da historia que o Buteco esta escrevendo.

 
"O Buteco é como a minha casa para desfrutar de uma das paixões da minha vida, o Flamengo. É um lugar em que me sinto em paz, rodeado de amig@s e aprendo dia-a-dia sobre o Flamengo e como a verdade pode ter muitos lados e comportar diferentes pontos de vista. O Buteco me faz amadurecer sem deixar de ser jovem." Gustavo Brasília


"Falar o que do Buteco? Aqui fui recebido com enorme carinho e muito bem tratado desde o primeiro momento. O Buteco é um lugar onde a gente chega, vai pedindo a cerveja e já puxando dois dedos de prosa, preferencialmente sobre nossa paixão flamenga, mas com espaço para outras divagações diversas, como convém a uma tribuna livre. Fomenta-se e fermenta-se o respeito, a cordialidade, a exposição de ideias, fazendo daqui uma praça onde se exercita febrilmente o debate. É muito bom, quase um vício, uma cachaça. Só me resta parabenizar enfaticamente a todos, e desejar que o Buteco siga exercendo esse importantíssimo papel de praça de discussão da realidade do nosso Flamengo. Vida longa ao Buteco!" (Adriano Melo)



Conheci e me apaixonei pelo Buteco do Flamengo em outros tempos, quando ainda tínhamos poucas mesas. Passava diariamente para aproveitar uma gelada e ler as excelentes colunas e argumentações do blog. Desde sempre, o Rocco e o Gustavo sempre fizeram questão de receber cada um dos visitantes com gentileza e estimulando todos a contribuírem com sua opinião para enriquecer os debates.

Desde então, já são 2 anos e meio tendo a honra de participar desde espaço maravilhoso onde aprendo todos os dias sobre diversos assuntos e onde conheci amigos com quem posso dividir a paixão pelo Flamengo. É o espaço para debater, celebrar, desabafar, questionar e cornetar. Para ter perto de si, de qualquer lugar do mundo, a sensação de estar no meio de um grupo de rubro-negros apaixonados, assistindo o Mengão! 

o blog cresceu, se agigantou, mas nunca perdeu aquele gostinho de Buteco, em que a gente conhece todos os garçons pelo nome e se sente em casa. Tão em casa que alguns dos frequentadores até assumem a tarefa de receber os novos visitantes, servindo logo uma gelada virtual e transmitindo-lhes os princípios de gentileza e respeito a opinião divergente que tornam esse espaço tão fantástico e cativante. O Buteco do Flamengo é simplesmente o melhor fórum de debates sobre o Flamengo que existe.

Parabéns ao Buteco do Flamengo pelos 6 anos de existência. E que venham muitos mais! (Guilherme de Baere)




Falar do Buteco é como falar de si próprio, não é fácil. Não se trata de “apenas um espaço virtual” é muito mais do que isso. Fosse físico seria a segunda casa de muita gente... Conheci o Blog através de um amigo, que indicou um post e nem é “butequeiro”, a partir de então comecei a ler diariamente. Depois de ambientado comecei a comentar e pra minha surpresa, poucos dias depois o Rocco me convidou pra ser colunista da casa. Surpreso com o convite e sem saber o que escreveria, aceitei o desafio e logo nos primeiros posts, que eram sábado, encontrei um caminho e mais ou menos sigo por ele até hoje.
Vesti a camisa, me senti acolhido e fiquei viciado neste espaço de debate, reflexão e amor diário doado ao Flamengo, com nossos humores, frustrações e alegrias. É um lugar espetacular e é um prazer acumular funções na casa. Sim, casa, tão bem gerida por nós e capitaneada pela dupla Rocco e o Gustavão. Uma honra! Fazer parte deste projeto, deste time é muito bom, o convívio neste ambiente é excelente.
Parabéns e vida longa ao Butecão! (Luiz Filho)


Meus amigos,
temos de festejar e comemorar muito essa data maravilhosa: o aniversário de seis anos do Buteco do Flamengo.
Para mim, o Buteco tornou-se parte fundamental de minha vida. Todos os dias venho aqui ler os comentários dos amigos, me atualizar das notícias e debater sobre o nosso amado Mengão.
Não conheço espaço virtual melhor para se falar do Flamengo.
E aqui cabe um sincero elogio à administração do Buteco, que prima acima de tudo pela educação e respeito no trato entre os integrantes do blog. Isso é indispensável para a qualidade dos debates e para que permaneça sempre um sentimento de amizade e fraternidade entre todos nós.
O Flamengo, o mais amado clube do mundo, precisava de um espaço de discussão à altura da paixão que desperta. Um local em que nós, rubro-negros, pudéssemos conversar informalmente sobre o clube.
O Buteco preencheu perfeitamente essa lacuna e tornou-se, ao menos para mim, um vício feliz.
Passo tanto tempo no Buteco que, embora não conheça quase nenhum blogueiro pessoalmente, tenho a forte sensação de que todos somos amigos.
Agradeço ao Rocco, Gustavo, aos amigos da admnistração e a todos os irmãos flamengos que fazem do Buteco um local tão especial.
Meus sinceros parabéns ao Buteco pelos seus seis anos de vida.
Feliz Aniversário, Buteco do Flamengo!  (Luiz Eduardo Flamengo)



Bom dia amigos do Buteco,
Em primeiro lugar parabéns a todos pelo aniversário de 6 anos do nosso querido blog, sem os comentários de todos vocês esse espaço, cheio de alma e de ideias, não seria o que é.
Parabéns aos amigos Rocco Fermo e Gustavo Brasília pela feliz ideia de criar um blog para falar de Flamengo que é diferente dos outros.
A ideia cresceu, floresceu e hoje é esse espaço tão democrático de debate sobre o nosso amado clube.
Visito o Buteco desde 2009 ou 2010 mas me tornei um comentarista regular em 2012.
O ano de 2012 foi um ano muito difícil para mim pessoalmente e para o Flamengo. De forma que ter tido o Buteco foi fundamental para, junto com outros amigos rubro negros, poder superar aquele momento difícil e ajudar a criar espaço para um novo Flamengo, além de ajudar a clarear um pouco os meus próprios problemas.
O Buteco é, acima de tudo, uma grande terapia!
Meus dois momentos favoritos no Buteco são os jogos decisivos da Copa do Brasil 2013 e na campanha eleitoral do clube em 2012.
Batemos recordes de comentários e vivenciamos momentos fantásticos nesse espaço tão especial.
Obrigado aos amigos pela participação diária ou ocasional, e obrigado ao Rocco e ao Gustavo pela confiança de dividir um pouco desse espaço com todos nós.
Vida longa ao Buteco!!
BcbFla


Parabéns, pessoal! Vocês merecem todo o sucesso que alcançaram. (Guilherme Dias)

Parabéns ao Buteco e a todos!
Duvido que haja lugar melhor pra debater sobre o flamengo!
Pessoal aqui é acima da média, sem dúvidas. (bittencourt23, vulgo Bitts ou Bitoca)

Parabéns ao Buteco e a todo mundo que frequenta o dito cujo.
Muito obrigado por nos receberem tão bem. (maxamaral)

Parabéns a todos os envolvidos de alguma forma com o Buteco. (Arbak Apuhc, vulgo Kabra Kochinha ou Chupa Kabra)

Bom dia a todos os amigos do Buteco.
Dia 20 de julho, pra quem não sabe dia do amigo e por ironia do destino aniversário do Buteco do Flamengo.
Amizade e respeito mútuo, marcas principais deste espaço maravilhoso e ao mesmo tempo viciante.
Não me lembro exatamente quando conheci o Buteco, só sei que comecei a acessar a partir dos links que a Leila e o Henrin postavam na antiga Flanet e a partir disso passei a me interessar pelo espaço.
Desde o começo fui muito bem acolhido pelo espaço e só tenho a agradecer e parabenizar os administradores pela criação do Buteco e a todos que compõem sem dúvida alguma o melhor lugar para debater de forma inteligente e respeitosa sobre o Flamengo.
Parabéns ao Buteco, vida longa ao blog. (Mauro Neves)

Bom dia a todos!
Vida longa ao Buteco (Antonio Paulo)

Parabéns ao Buteco! (Gabriel Mengão, vulgo Gabygol)

Parabéns ao Buteco e a todos butequeiros. Como já dito no depoimento dos colunistas, considero o Buteco uma grande família, com um ambiente fantástico de partilha de ideias de forma educada, respeitosa e com o tema da nossa paixão a unir-nos. É uma das páginas que tenho aberta no computador praticamente a todo o momento, mesmo que às vezes não comente tanto.
Muito obrigado a todos os responsáveis pela manutenção desse espaço. Vida longa ao Buteco e um presente logo mais, pode ser? (ThiagoGoncalves)


Bom dia meus caros.
Vida longa a este espaço e seus frequentadores.
SRN sempre! (Julio Cesar Purcena)

Bom dia, Buteco doido!
Parabéns ao melhor blog rubronegro da face da terra.
Ahhh se o Flamengo se dispusesse a ler isso aqui...
Parabéns a todos os envolvidos e amigos do Buteco. (Jamilton "Conterrâneo")


Boa tarde a todos...
Parabens ao Buteco pelos seus seis anos de vida...
Não é facil para qualquer espaço que fala de futebol durar tanto tempo assim e com um folego de maratonista campeonissimo...
E parabens ao Rocco e ao  Gustavo que souberam com muita maestria manter o Blog no ar mesmo quando poucos blogueiros aqui compareciam. Valeu pela persistencia e ousadia. Parabens tambem ao Bcb que comecou como comentarista (e dos melhores do Buteco), e que hoje faz parte da Adminstração do Buteco. Aos moderadores, colunistas e demais blogueiros, tambem minhas felicitações por manter essa tribuna num ritmo alucinante todos os dias...
Obrigado Buteco, minha segunda casa... (Roberto Silva Gomes)

 Fico feliz em mesmo na ausência te-los como amigo. Vida longa e Feliz mais um ano de sucessos ao Buteco e parabéns Rocco, pela ideia deste ambiente tão nosso! :D (Luciana Lalzini)

Bom dia a todos os butequeiros!
Apesar de não participar muito ultimamente, pois acesso quase sempre do celular e me da uma baita preguiça de digitar, tenho participado diariamente como um "leitor silencioso". Mas hoje não poderia deixar de parabenizar o buteco e seus colaboradores por esses seis anos de existência. Que venham muitos anos ainda e nossos filhos toquem o negócio no futuro... Rs
E ainda que aquela lista de títulos lá em cima cresça anualmente!
SRN (Diego DF)

Parabéns Buteco! Casa de bons amigos, papo bacana, cerveja estupidamente gelada e muito Flamengo! (Ricardo Mattana)

Bom Dia, Galera Flamenga do Buteco! SRN
Há uns dois, três anos atrás, conheci o Buteco por comentários de outro blog, que pouco eu comentava e que aos poucos estava minguando.
Acessei o Buteco e no começo fiquei só corujando, leitor silencioso, e vendo o alto nível do papo Flamengo que aqui rolava. Eu não me sentia à vontade para comentar, achava que não seria bem aceito pela minha pobreza de palavras e por não ser “conhecido” por ninguém.
Mas, criei coragem, e timidamente, fui chegando no Buteco, sentei-me à mesa, e pude compartilhar com os amigos a gelada virtual (obs: não bebo bebida alcoólica). E hoje, embora não comente com tanta frequência, sinto-me em uma família, estranha, bipolar, irônica, maldosa (no bom sentido, se é que isso exista), bondosa, carinhosa, amiga, acolhedora, companheira, inteligente, exigente, perspicaz, alegre e, sobretudo, o que nos une totalmente, que tem a FLAMENGUICE no sangue. O Flamengo é o vício desse Buteco. Que bom isso.
Parabéns ao Buteco e Butequeiros Flamengos! Deus dê vida longa a esse Buteco maravilhoso! (Paulo Santos 60)

Parabéns Buteco e agradeço a todos pelas trocas de idéias sempre em prol do bem do Flamengo.
Nada melhor que uma vitória hoje, pois nada é impossível. (Leandro Souza)


ah, e parabéns ao buteco, não consigo acrescentar nada ao que já foi escrito, mas adapto palavras do rocco, acho, que disse que aqui se fala de tudo, até de Flamengo. (JeanCarlo)
 
Boa tarde.
Parabéns ao Buteco! 
É muito bom poder conviver com todos aqui.  Um espaço onde me informo sobre o Flamengo e ainda encontro pessoas legais para trocar ideias sobre o nosso time e outros assuntos também. E ainda me divirto com as tiradas inspiradas da galera.
Nem sempre tenho tempo para estar aqui, mas quando posso gosto de vir. O blog é demais. (Marci2007)

 Opa!! Estou por aqui e feliz por participar da festa do buteco. (Josevaldo Crispim)


Parabéns ao Buteco!
Vida Longa! (JonasP)

Parabéns ao Buteco do Flamengo e a todos que fazem parte do meu site de informação rubronegra. Estou aqui desde o início, mais anonimamente do que postando. Sou frequentador antigo do extinto blog da flamengonet e através de lá que conheci esse buteco e nunca mais saí dele. Um abraço especial do Acre aos participantes. (João Vila)

Parabéns ao Buteco, que permaneça na ativa ainda por muitos e muitos anos.
Venho aqui diariamente ha mais de um ano, não tem um dia que eu não leia praticamente todos os coments, já virou um (bom) vício que até é comentado pela família.
Não existe lugar melhor para nos mantermos informados e comentar sobre nossa maior paixão.
Saudações Rubro Negras a todos! (Heriton Castello Branco)
 
Tem bolinho hoje :)
Parabéns ao Buteco e aos boêmios que passaram horas do por aqui batendo papo. (Ballem - Na Beira do Caos)

Parabéns a este espaço rubro negro de qualidade ímpar. Não vou render muito porque os comentários que fazem parte do texto já o fizeram com maestria. 
Obrigado pela cia de todos vocês e a paciência comigo também, rsrsrsrsrsrs...
Abraço e
SRN!!! (Daniel Oliveira)

Parabéns e Obrigado por existir, Buteco!
Já é parte da minha vida.
Obrigado a todos que escrevem aqui e ajudam indiretamente a fazer um Flamengo melhor.

Parabéns Rocco, Gustavo, BCB e todos a os moderadores.
SRN (FelipeFla)

Poxa... fiquei de fora das homenagens ao buteco!! 

Uma vez Buteco, sempre Buteco!!

SRN!! (Robson/Campos-RJ)

Comments