segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

What If... O Paradoxo Temporal Rubro-Negro

Editora Abril, julho de 1985

Salve, Buteco! Tema atual e recorrente entre os torcedores do Flamengo é a falha de Andreas Pereira na prorrogação da final da última Libertadores, em Montevidéu, dando a oportunidade a Deyverson marcar o gol do título do Palmeiras. Entendo perfeitamente o sentimento dos torcedores que não aceitam a falha do Pitico da Nação, mas não consigo dar o mesmo peso a essa falha do que o do gol perdido pelo Michael:

Mas e se acontecesse diferente e o Michael marcasse aquele gol? 


Desde que Albert Einstein, ao elaborar a Teoria da Relatividade, afirmou a possibilidade (teórica) de viagens no tempo, muito se discutiu acerca da produção de paradoxos temporais, dentre eles o de causa e efeito, que seria a modificação instantânea do presente e, por via de consequência, do futuro a partir da modificação do passado, que poderia até mesmo fazer desaparecer o motivo da própria viagem que ensejou todas essas mudanças (!).

Quem sempre soube explorar muito bem o tema foi a Marvel com a série "O Que Aconteceria Se..." ("What If", em inglês). O gibi da Fênix Negra é uma gostosa lembrança da minha adolescência e dessa série do Universo Marvel, que sempre me vem à cabeça quando torcedores acham que podem "somar" as chances perdidas de um determinado jogo, construindo placares que consideram "justos". Como se a conversão de cada uma dessas chances não mudasse o futuro, inclusive os gols subsequentes, efetivamente marcados. 

Um simples gol, portanto, mudaria tudo. Uma derrota ou empate poderia se tornar uma vitória por 1x0 ou uma virada, até uma goleada, ou os gols de uma partida seriam simplesmente diferentes daqueles originais. As possibilidades são infinitas.

Então, é interessante imaginar. E se...



A partir desse gol, o que será que teria acontecido?

Eram 40 minutos do segundo tempo e teria sido uma virada parecida como a de Lima, cerca de dois anos antes. O efeito psicológico sobre o Palmeiras teria sido devastador, até pelo histórico recente de confrontos direitos. Não haveria tempo para o adversário se recuperar.

Depois de toda a festa, será que o Renato teria sido demitido? Teríamos hoje uma comissão técnica europeia?

Alguns dizem que sim, para ambas as perguntas. O clima seria insustentável, especialmente após a falta ao treino na terça-feira, 23/11, e a estranhíssima substituição de Vitinho contra o Grêmio, com direito a uma suspeita conversa e sua aparentemente precisa leitura labial...



Mas quem garante, né? Afinal, Libertadores é a Glória Eterna, que tão bem conhecemos... O verdadeiro êxtase, que inebria e suspende a razão.

***

Uma vez assisti ao Tim Vickery (@Tim_Vickery) afirmar que, para treinar um determinado grande clube, de enorme pressão, preferia um determinado técnico a outro porque aquele já havia experimentado o fracasso.

Realmente a vida tem um pouco disso, né? Ninguém gosta de perder e, campeões, estaríamos muito mais felizes, mas por outro lado um fracasso pode mesmo ser o início de um grande futuro. E o futuro, bem sabemos, a Deus (inclusive aqueles, do Futebol) pertence, o que se aplica também para o Michael, que agora será treinado por uma comissão técnica europeia (no próprio Flamengo ou no Al Hilal, rs).

Que nesse 2022 o Mais Querido do Brasil, e do Mundo, retome o caminho de conquistas e das grandes glórias, inclusive a Eterna.

A palavra está com vocês.

Bom die SRa tod@s.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

O que você quer?


"Quem navega sem rumo não pode reclamar onde chega. Se chega."

Para tudo na vida é preciso uma direção. Você quer se tornar um grande X, então é preciso uma rota que conduza a adquirir as devidas qualificações, financiamento, tempo, etc para se tornar o grande X. Mas se você apenas sonha em se tornar este grande X, lamento meu amigo. Tem tantas chances disso quanto a Paolla Oliveira me ligar agora convidando para um café.

O que nós sonhamos enquanto torcedores? Que o Flamengo se torne o principal clube esportivo brasileiro, para parte da torcida ao menos em termos de futebol. Isto, como sabemos, nada significa enquanto efetivamente o clube ainda não for conduzido nesta direção. Mas um clube cuja política e governança é voltada a atender um grupo mínimo de associados, cuja boa parte tem mais interesse em assuntos totalmente alheios ao futebol e invariavelmente sequer torcem para o "Flamengo" e só querem um lugar para se esticar ao sol e eventualmente darem um pulo na piscina enquanto seus filhos correm de um lado para o outro. E outra boa parte só tem interesse em compartilhar o poder e suas benesses. Pois calha que este clube social, muito bem localizado, embora chinfrim em suas acomodações, tem uma renda (quase?) bilionária por causa do futebol. 

Então como se tornar um grande e pereno clube forte em futebol neste modelo loss-loss? É isto que os associados querem? Os quais efetivamente, escolhem entre eles quem irá gerir o clube e aprovam mudanças estatutárias e no modelo de governança. Vimos que não. Felizmente parte deles se convenceu da necessidade de blindar as finanças para que não se gere os rombos que a gestão anterior ao Landim teve que pagar ao longo de seus 6 anos. Rombo este que impediu maiores gastos no futebol e na formação de times mais competitivos. Mas mesmo a gestão anterior não entendeu que futebol não é só estrutura e dinheiro. É preciso FILOSOFIA. É preciso estar preparada mentalmente para evoluir em metodologia de treino, de jogo, fisiológica e competitiva. É preciso ter o conceito entranhado que futebol é estudo, é treino, é força, é imposição, é utilização máxima de recursos técnicos e táticos de elenco.

Não temos isto ainda no Flamengo. Temos a contratação de técnicos caixeiros-viajantes, que trazem seu circo e depois vão embora. O clube então procura outros caixeiros-viajantes disponíveis de forma que parece sem critério algum. 

E isto não só em futebol. Temos nos Esportes Olímpicos a (provável) demissão de um Diretor Executivo altamente profissional e vencedor por mera vontade de um dirigente amador obscuro cujo único valor é fazer parte de um grupo político de apoio. E isto é o suficiente para jogar todo um trabalho no lixo. Porque clube social quer mais clube social. Clube Social não quer melhor futebol. Não quer mais profissionalização. Clube Social quer poder e amadorismo. E o Flamengo hoje, com Landim, é o Clube Social do Flamengo.


quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

Contextos

 






Irmãos rubro-negros,


Nosso comandante Paulo Sousa foi oficialmente apresentado pelo Flamengo. Os atletas já se reapresentaram e o trabalho no departmento de futebol do clube visando ao restante do ano iniciou-se esta semana.

A sensação, ou melhor, a percepção do torcedor rubro-negro é de que 2022 começa muito melhor do que 2021. Curiosamente, 2021 iniciou-se com o clube conquistando seu oitavo Campeonato Brasileiro, o que normalmente geraria euforia desmedida na torcida.

Todavia, o torcedor do Flamengo estava ressabiado. A confiança no trabalho do Rogério Ceni era pequena e o clamor por mudanças no departamento de futebol eram imensas. O time começou 2021 já sob forte pressão.

Salvo a pressão, que no Flamengo sempre existirá, pode-se dizer que o ânimo da torcida em 2022 é diametralmente oposto. E com razão. São contextos diferentes. O clube fez o movimento correto e contratou uma comissão técnica de nível europeu.

Paulo Sousa chega trazendo consigo a esperança de cinquenta milhões de torcedores do Clube de Regatas do Flamengo. O ambiente está mais leve dada a contratação de um profissional qualificado para comandar o futebol do Mengo.

Isso, por si, é certeza de títulos? A resposta, evidentemente, é não.

Mas o que anima o torcedor rubro-negro é o fato de que o clube começa 2022 tomando decisões certas. Comissão técnica de qualidade não é despesa, é investimento.

Se o Flamengo tem excelentes profissionais no seu departamento de futebol, e considerando que o técnico é pessoa fundamental nessa estrutura, as chances de êxito aumentam substancialmente. É claro que o elenco precisa ser reforçado, gol, zaga e laterais devem ser prioridade. Também o departamento de futebol necessita ser guarnecido com os melhores profissionais de suporte, preparação física, medicina, fisiologia e outros.

Mas é um enorme alento para o torcedor do Flamengo saber que o comando máximo do nosso futebol está nas mãos do Paulo Sousa.

A fé da Nação Flamenga é de que não só o início de 2022, mas toda a caminhada, até o seu final, em dezembro, seja feita com boas práticas fora de campo, vitórias dentro dele e títulos conquistados pelo Flamengo.



Abraços e Saudações Rubro-Negras.

Uma vez Flamengo, sempre Flamengo.


terça-feira, 11 de janeiro de 2022

Trabalho!!!


Olá Buteco, bom dia!!!

Em primeiro lugar, desejo um Feliz 2022 a todos os frequentadores e seus familiares, com muita saúde e felicidades!!!

Sobre o Mengão, a palavra de ordem é TRABALHO. Tudo o que faltou no ano passado. Já há muito tempo não cabe mais, no esporte de alto rendimento, acreditar que o sucesso virá apenas pela qualidade técnica. Nesse sentido, todas as falas do novo treinador rubronegro são muito animadoras e vão ao encontro dessa premissa básica. 

Há vários apontamentos muito interessantes nas primeiras entrevistas de Paulo Sousa. Apontarei alguns que me chamaram bastante atenção:

1) Melhor aproveitamento do Pedro. 

Realmente foi um desperdício deixar o Pedro no banco por dois anos, porque os treinadores anteriores não conseguiram encaixá-lo no time. O jogador foi muito subaproveitado e é um alento ver que o novo treinador se atentou para isso.

2) Retomada da intensidade em campo.

Treinador já comentou que o meio-campo precisa ser mais vigoroso. Não basta jogar com a bola no pé, mas também sufocar o adversário sem ela. É vergonhoso tomarmos um gol com 5 minutos de uma final de Libertadores porque o ponta não acompanhou o lateral adversário e os volantes voltaram trotando atrás do meia adversário. Até que enfim, alguém do Flamengo prestou atenção nisso. 

3) Disputa aberta por posições na equipe.

Acabou o crédito. O Flamengo tem jogadores vitoriosos e acima da média. Mas, depois de um ano em que todos estiveram muito irregulares, não há mais cadeira cativa no time titular. Treinou forte, vai jogar. Jogou mal, vai sair. Está fora de forma, não vai jogar. Tal de Kenedy passou o semestre inteiro aqui e não conseguiu nem se colocar em um mínimo nível físico para jogar. Ridículo ele e quem escalava ele naquelas condições.  

4) Base será aproveitada.

Gostei bastante das ideias do novo mister para o aproveitamento da base. Falou que o principal é "ter uma equipe bem clara, definida e organizada, para poder ajudar no crescimento desses jogadores". É isso. Em 2019, Reinier pôde ser decisivo em vários jogos do brasileiro, porque o time todo estava ajustado. Colocar os moleques em um time todo errante, é só queimá-los. Outro ponto interessante foi ele falar que os moleques precisam estar focados e não achar que, só porque já estão nos profissionais, já é o suficiente.

Enfim, as primeiras impressões são as melhores possíveis e o Flamengo parece estar em boas mãos. Que isto se consolide e a temporada seja o que esperamos do Flamengo sempre: vencer, vencer e vencer!

Bem-vindo, Paulo Sousa! Feliz 2022 e Saudações RubroNegras!!!

segunda-feira, 10 de janeiro de 2022

O Calendário até o Início do Campeonato Brasileiro

 

Salve, Buteco! Com a apresentação dos jogadores para a temporada/2022 prevista para hoje, a tendência é que a pré-temporada se estenda até pelo menos a terceira rodada do Campeonato Estadual, para, em seguida, o elenco principal gradativamente começar a ganhar ritmo de jogo. Isso porque, de acordo com o artigo 41 do Regulamento da Fase Principal da competição, a "associação que, sem justo motivo, assim reconhecido pelo DCO da FERJ, após a 3ª Rodada da Taça Guanabara, deixar de utilizar sua equipe considerada principal, perderá o valor correspondente a totalidade de sua cota fixa de direito de transmissão e, caso já as tenha recebido ou não faça jus, pagará uma multa equivalente a esse valor, que será revertida em benefício dos demais clubes participantes do campeonato."

Então, como vem sendo costume nos últimos anos, a torcida começará a rever os titulares a partir da 4ª Rodada da Taça Guanabara. Mas isso não significa que as três primeiras rodadas não serão interessantes, eis que, ao que tudo indica, o novo treinador, Paulo Sousa, e sua comissão técnica observarão os jogadores mais jovens, inclusive os sete que disputaram as duas primeiras rodadas da Copa São Paulo de Juniores e agora se incorporam ao elenco profissional.

Pela atipicidade da temporada, com a Copa do Mundo vindo a ser disputada entre novembro e dezembro, felizmente (também pelo nível técnico da competição) o Estadual terá menos datas em 2022, e seu final marcará o início das duas principais (em importância esportiva) competições que um clube brasileiro de ponta pode almejar disputar - o Campeonato Brasileiro e a Copa Libertadores da América.

Até lá, o calendário do Mais Querido do Brasil será o seguinte:


Data

Adversário

Competição

MDS 26/1

Portuguesa (c)

Estadual (TGB 1ª R)

FDS 30/1

Volta Redonda (f)

Estadual (TGB 2ª R)

MDS 2/2

Boavista (c)

Estadual (TGB 3ª R)

FDS 6/2

Fluminense (c)

Estadual (TGB 4ª R)

MDS 9/2

Audax (f)

Estadual (TGB 5ª R)

FDS 13/2

Nova Iguaçu (c)

Estadual (TGB 6ª R)

MDS 16/2

Madureira (f)

Estadual (TGB 7ª R)


Botafogo (f)

Estadual (TGB 8ª R)

FDS 20/2*

Atlético/MG (n)

Supercopa do Brasil


FDS 27/2 e MDS 1/3

Eliminatórias

MDS 2/3 ou FDS 6/3*

Resende (c)

Estadual (TGB 9ª R)

FDS 13/3

Vasco da Gama (c)

Estadual (TGB 10ª R)

FDS 20/3

Bangu (f)

Estadual (TGB 11ª R)

MDS 22/3

Libertadores da América Sorteio Fase de Grupos

MDS 23/3

Indefinido

Estadual (Semifinal 1)

MDS 24/3

Eliminatórias

FDS 27/3

Indefinido

Estadual (Semifinal 2)

MDS 29/3

Eliminatórias

MDS 30/3

Estadual (Final 1)

FDS 3/4

Estadual (Final 2)

MDS 6/4

Libertadores da América Fase de Grupos, 1ª Rodada

FDS 10/4

Campeonato Brasileiro – 1ª Rodada


A FERJ ainda não divulgou a tabela detalhada, motivo pelo qual surgem algumas dúvidas e a primeira delas é a data da partida contra o Botafogo, já que no final de semana previsto para a disputa dos jogos da 8ª Rodada do Campeonato Estadual está marcada a disputa do jogo único da Supercopa do Brasil, contra o Atlético Mineiro. Tudo indica um adiamento para o meio de semana seguinte.

A segunda dúvida é sequencial, pois envolve as datas da 9ª Rodada. Tem-se falado que o Flamengo (no que seria acompanhado pelo Atlético/MG) não abre mão de contar com os titulares a disposição nas competições oficiais que disputa. Ocorre que entre 27/1 e 1º/3 está prevista a disputa de dois jogos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Por isso mesmo, será inevitável que a 8ª e a 9ª Rodadas tenham um número maior de jogos antecipados e adiados, até porque nos dias 22/2 e 1º/3 o Fluminense disputará seus jogos contra o Millonarios de Bogotá, pela Fase Preliminar 2 da Libertadores da América.

No caso do Flamengo, para a disputa de uma partida contra o Resende (9ª Rodada) o prejuízo seria diminuto, porém o mesmo não se pode dizer em relação aos dois últimos jogos das Eliminatórias (24 e 29/3), que coincidirão com o período de disputa das semifinais do Campeonato Estadual. Por mais que se diga que o Estadual não é tão relevante quanto as outras competições, o perigo, aqui, é o estabelecimento de um paradigma para as futuras Datas FIFA ao longo da temporada.

Uma solução possível seria a disputa da 11ª Rodada da Taça Guanabara (a derradeira e, por isso mesmo, com jogos simultâneos) no meio de semana de 16/3, para o qual, aparentemente, não há jogos marcados. Com isso, a primeira semifinal poderia ser disputada até o dia 20/3, diminuindo o problema. Contudo, até o momento a 11ª Rodada está marcada para o final de semana de 19 e 20/3. Convém acompanhar o desenrolar dos acontecimentos.

Falando em semifinais, não dá pra imaginar o Flamengo fora de sua disputa, haja vista o nível técnico do Estadual e dos adversários da Taça Guanabara. Pelo mesmo motivo, pode-se afirmar que esse primeiro trimestre será, de longe, o mais tranquilo da temporada, a ser utilizado para o elenco assimilar a filosofia de jogo de Paulo Sousa e dar entrosamento e ritmo de jogo ao time.

Na teoria, o maior adversário no Estadual será o Fluminense, porém resta saber qual a influência que os jogos contra Millonarios terá sobre a sua campanha. No que toca ao Mais Querido, a curva mais perigosa tende a ser a das semifinais sem os convocados.

***

Antes disso, no dia 20 de fevereiro o Flamengo enfrentará o Atlético Mineiro, pela Supercopa do Brasil 2022, partida ainda sem local confirmado. Fala-se em um acordo existente entre a CBF e o Governo do Distrito Federal para a competição ser disputada no Mané Garrincha até a edição do ano de 2024. Contudo, consta que há pressões para que a edição de 2022 seja marcada em outra praça, o que em nada me surpreende, considerando o jogo de bastidores que historicamente é feito pelo adversário, inclusive na Libertadores/1981, as duas partidas em que foi derrotado no Mané Garrincha pelo Flamengo (3x0 no BR/2013 e 2x0 no BR/2016) e, é claro, o nosso vigente bicampeonato no mesmo estádio, pela mesma competição.

A Supercopa do Brasil será o principal e mais perigoso jogo desse primeiro trimestre, não só pelo nível do adversário e pela rivalidade entre as torcidas, mas também porque será apenas o segundo confronto "sério" que o Flamengo até então terá nesse início de trabalho de Paulo Sousa. Ao contrário do que o número de dias aparenta indicar, o tempo me parece ser curto, já que estamos falando de um elenco que terminou a temporada/2021 em estado de decomposição física, com várias contusões, e de uma nova filosofia de jogo. 

Não que seja impossível, mas não parece ser tão simples recuperar o tempo perdido desde Domènec Torrent até Renato Gaúcho, passando por Rogério Ceni.

***

A palavra está com vocês.

Bom dia e SRN a tod@s.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2022

Bem-Vindo, Mister Paulo!



BoFDS e SRN a tod@s.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2022

Calendário 2022

 

Salve, Buteco, 2022 chegou e o Mais Querido, com técnico e comissão técnica novos, enfrentará o seguinte calendário, o qual foi divulgado no início de novembro pela CBF:

MÊS

COMPETIÇÕES

Janeiro

Férias – Final (8)

Pré-Temporada9 a 25

Campeonato Estadual1ª e 2ª Rodadas

Fevereiro

Campeonato Estadual3ª e 9ª Rodadas

Supercopa do Brasil – Jogo Único

Eliminatórias – uma data (27)

Libertadores da América – Fase Preliminar 1 – Jogos de ida

Março

Campeonato Estadual10ª e 11ª Rodadas e Finais

Libertadores da AméricaFase Preliminar 2 – Jogos de volta e Sorteio Fase de Grupos

Eliminatóriasduas datas (24 a 29)

Abril

Campeonato EstadualFinalíssima

Libertadores da AméricaFase de Grupos, 1ª a 3ª Rodadas

Campeonato Brasileiro1ª a 4ª Rodadas

Copa do Brasil3ª Fase, Ida

Maio

Campeonato Brasileiro4ª a 8ª Rodadas

Libertadores da AméricaFase de Grupos, 4ª a 6ª Rodadas

Copa do Brasil3ª Fase, Volta

Junho

Campeonato Brasileiro9ª a 14ª Rodadas

Copa do Brasil8ªs de Final, Ida

Datas FIFA3 (2, 9 e 14)

Julho

Campeonato Brasileiro15ª a 20ª Rodadas

Libertadores da América8ªs de Final – Ida e Volta

Copa do Brasil8ªs de Final, Volta, e 4ªs de Final, Ida

Agosto

Campeonato Brasileiro 21ª a 24ª Rodadas

Libertadores da América4ªs de Final – Ida e Volta, e Semifinais, Ida

Copa do Brasil4ªs de Volta, e Semifinais, Ida

Setembro

Campeonato Brasileiro25ª a 29ª Rodadas

Libertadores da AméricaSemifinais, Volta

Copa do BrasilSemifinais, Volta

Datas Fifa 2 (22 e 27)

Outubro

Campeonato Brasileiro30ª a 35ª Rodadas

Libertadores da América Final, Jogo Único

Copa do BrasilFinais, Ida e Volta

Novembro

Campeonato Brasileiro36ª a 38ª Rodadas

Fériasa partir do dia 14

Copa do Mundo FIFAa partir do dia 21

Dezembro

Copa do Mundo FIFAaté o dia 18

FériasFinal (dia 13)

Como vocês podem observar, especialmente pelo arquivo em pdf divulgado pela CBF, se o Flamengo avançar até as finais das duas copas (Libertadores e do Brasil), em tese terá apenas três meios de semana livres para treinos (1/6, 21/9 e 2/11).

Por outro lado, segundo o mesmo calendário, e também em tese, as Datas FIFA prejudicarão "apenas" a reta final do Campeonato Estadual e duas rodadas do Campeonato Brasileiro, em ambos os casos no primeiro semestre.

Em tese...

Um importante detalhe é o final das férias em meados de dezembro, o que indica o início da pré-temporada de 2023 ainda em 2022, assim como o início do calendário/2023 já em janeiro.

De qualquer modo, mais do que nunca será fundamental o funcionamento, em nível de excelência, de todo o Departamento de Futebol.

Prognósticos?

Bom dia, um ótimo 2022SRN a tod@s.