domingo, 19 de fevereiro de 2017

Flamengo x Madureira

 


Taça Guanabara 2017 - 5ª Rodada - Grupo B

FLAMENGO: Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Trauco; Rômulo, Willian ArãoDiego, MancuellEverton; Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

Madureira: Rafael Santos; Ruan, Diego Guerra, Jorge Fellipe e Wellington Saci; Rezende, Wellington Carvalho, Luciano e Douglas Lima; Júlio César e Souza. Técnico: Paulo César Gusmão.

Data, Local e Horário: Domingo, 19 de Fevereiro de 2017, as 17:00h (USA/ET 15:00h), no Estádio General Sylvio Raulino de Oliveira ou "Raulino de Oliveira" ou "Estádio da Cidadania", em Volta Redonda/RJ.

Arbitragem - João Batista de Arruda, auxiliado por Rodrigo Henrique Corrêa e Daniel Alves Pereira.

 

sábado, 18 de fevereiro de 2017

R.I.P., Futebol Carioca



Desculpem-me, amigos, mas eu não consigo falar nada sobre essa absurda decisão do juiz Guilherme Schiling, do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos do Rio de Janeiro. Entendo isso como um claro atestado de incompetência do poder público. As brigas e mortes acontecem porque são bandidos envolvidos, as torcidas são apenas um pretexto para que esses canalhas façam o que fazem. E, se as polícias, exército, Liga da Justiça, Vingadores, ninguém é capaz de impedi-los, a falência está instaurada.

Deixo para a discussão de vocês alguns casos em que brigas e mortes aconteceram com torcida única ou longe dos estádios.








sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Valeu pelos três pontos!





Gilvan de Souza/Flamengo



Irmãos rubro-negros,



Mengão venceu o jogo ontem com o time formado basicamente por jogadores reservas.

Valeu pelos três pontos e pela boa atuação de alguns atletas, como Donatti e Juan.

Mas não foi possível tirar grandes conclusões da partida, que foi disputada em ritmo lento, com a equipe demonstrando sonolência, pouca motivação e pouca movimentação ofensiva.

Me parece que o time ontem repetiu algumas deficiências da equipe titular, quando enfrenta um adversário fechado e que sai em velocidade: lentidão quando se tem a bola no pé e na compactação defensiva.

O time não marca firme, tem muita dificuldade em ganhar divididas e concede muito espaço ao adversário, que atuou com um jogador a menos em boa parte do segundo tempo.

Pouco se aproveita do jogo, afora dar ritmo de jogo e rodar o elenco. 


...



A partir da semana quem vem, contudo, os jogos decisivos iniciarão. 

Veremos do que o time é capaz, tendo em vista a estreia na Taça Libertadores da América, dia 08 de março, no estádio da Ilha do Governador.

Aliás, nossa casa na Ilha ficará maravilhosa. Panela de pressão total.

O estádio será um grande aliado do Flamengo.




Gilvan de Souza/Flamengo



...



Amigos, o carnaval está chegando.

Bora comprar muita Carabao e ajudar o Mengão!







...


Abraços e Saudações Rubro-Negras.

Uma vez Flamengo, sempre Flamengo.



quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Flamengo x América/MG

 


Primeira Liga - 2ª Rodada - Grupo B

FLAMENGO: Muralha; Rodinei, Donatti, Juan e Renê; Cuéllar, MárciAraújo, Gabriel (Adryan) e Everton; Berrío Damião. Técnico: Zé Ricardo.

América/MG: João Ricardo; Auro, Rafael Lima, Renato Justi e Pará; Gustavo Blanco, Ernandes, Renan Oliveira e Tony; Felipe Amorim e Hugo Almeida. Técnico: Enderson Moreira.

Data, Local e Horário: Quarta-Feira, 16 de Fevereiro de 2017, as 19:30h (USA/ET 21:30h), no Estádio Walmir Campelo Bezerra ou "Bezerrão", no Gama/DF.

Arbitragem - Rafael Traci, auxiliado por Luciano Roggenbaum e Jefferson Cleiton Piva da Silva, todos do Paraná.

 

Curtas

1 - Maracanã
Continua o absurdo caso "jabuticaba" do inquilino que não cumpre o contrato de aluguel, e, ao invés de pagar multa, é autorizado pelo proprietário a selecionar outro inquilino mediante pagamento. Ao proprietário, claro. Certo? Não, a ele, inquilino. Enquanto isto este não cuida do estádio e o deixa, literalmente, caindo em pedaços. Vai receber, como disse, uma bela grana por isto e não o Estado, que foi quem construiu. É o povo sendo roubado duas vezes. Não que já não esteja acostumado.

Um dos concorrentes é a Lagardere, que mesmo não tendo capital mínimo necessário para participar desta pseudo-licitação, foi autorizada pelo desastroso, lamentável, incompetente e...bem, você sabe,  Governador Pezão, a participar. E, ao que consta, ainda conta com sua aparente, como dizer, suspeita simpatia. Esta empresa está doida para colocar as unhas no dinheiro da torcida do Flamengo, o único que pode "pagar" pela utilização do estádio dado o tamanho ínfimo das outras torcidas.  Mais uma vez querem que o Flamengo vista a roupa de palhaço, e além da FERJ, sustente a Lagardere no Rio.

2 - Time do Flamengo
Contra times fracos apresenta um futebol mediano para bom. Contra times melhores postados, apresenta o futebol fraco para mediano, o que evidencia a enorme dificuldade tática do atual treinador Zé Ricardo, em que pese alguns bons momentos nos jogos e 100% aproveitamento em partidas oficiais. Até o momento. Mas enfrentou reservas. E os reservas deram calor e obrigaram o Flamengo recuar e ver a bola passeando em seu campo de lá para cá. Continuo com a firme convicção que temos uma comissão técnica aquém da aparente boa qualidade do elenco atual. Não vejo grandes avanços. Vejo bons jogadores se apresentando, entre eles Guerrero e  Trauco. Mas hoje nenhum time prescinde de um técnico sagaz que consiga ter opções táticas e mude o time durante o jogo e no intervalo. Vejo, portanto, com apreensão nossa apresentação na Libertadores, em que enfrentará escolas de técnicos (bem) superiores a arcaica brasileira.

3 - Torcidas organizadas no jogo contra o Botafogo
Infelizmente o futebol ainda serve como desculpa para sujeitos bestiais praticarem violência. E dá certo. Pois agridem, matam, arrebentam, depredam patrimônio público e privado, e dificilmente são presos ou impedidos de verem demais jogos. É win-win para eles. Acho que nem gostam de futebol. A vontade é apenas de sentir gosto de sangue e entrar em contato físico com outros homens. Chego a pensar que devem nem esquentar para que time "torcer". O negócio é entrar para uma torcida violenta. Se esta for do Vasco, Botafogo, Madureira, dane-se. Não importa para o psicopata. E assim vemos o episódio lamentável de torcidas organizadas marchando para o Engenhão, com demonstrações de violência, para deixar claro a todos o quanto são patéticos e inúteis ao esporte. 

4 - Marcio Araujo, Cuellar e Ronaldo.
Um jogador desnecessário, pereba ao extremo e irritante pelo conjunto da obra. Temos também um jogador com ótima presença, de seleção, talentoso e de enorme futuro. E ainda outro jogador que veio da base do Flamengo, que mostrou bom posicionamento, desenvoltura, habilidade e técnica na posição.

Para o atual treinador, o pereba tem prioridade. O selecionável fica sendo escalado em posições a la Avatar, montanha flutuante, e olhe lá. E o infeliz da base que fique no banco, ou mais provável no CT, e persiga Pokemons.

Tá difícil....

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Alfarrábios do Melo

"Não sou Botafogo, mas reconheço a tristeza de uma torcida que quase não ganha" (Consuelo Maldonado, turista mexicana, após assistir, no Maracanã, a Flamengo 2-0 Botafogo, em 02.03.1986)


APOLOGIA À PEQUENEZ

Glorioso! Campeão de onde és tu?
Pois aqui tu és somente
Campeão do “sururu”
Tua sede sobre nós já virou fome
Glorioso! Glorioso!
Que ironia é o teu nome.

Isto a todos irrita
Causa dó e compaixão
Ter o nome de “glorioso”
E nem sequer ser campeão

O “Glorioso” tem mesmo glórias
Pois já foi até campeão
No tempo que Eva era “back”
E o “goalkeeper” era Adão

“Glorioso”! És somente para os trouxas
Pois as lutas hoje em dia
São maiores e mais roxas
“Glorioso”, toma jeito
Quem é bom já nasce feito

O “Glorioso” quando quiser
Também pode ser campeão
Para isto basta somente
Ir pra segunda divisão
Para a “torcida gloriosa”
Isto causa uma grande mágoa
Pois a turma do rubro-negro
Joga até debaixo d'água

“Glorioso”! Glorificado podes ser
Pois se diz que “foi à glória”
Quem só vive a perder
Não tem glórias quem nasceu pra apanhar
Glorioso! Glorioso!
Vai primeiro te criar

Vocês não podem com a luta
Por isto deixem de prosar
Isto é bom para o Flamengo
Que é campeão de terra e mar
Chora, chora minha gente
Isto é mesmo pra chorar
Pois oito campeonatos num ano
Só o Flamengo pode tirar

Rubro-negro, desfralda o teu pavilhão
Pois ele eleva aos píncaros
O nome de uma nação
Dentre muitas, talvez mais de mil
És tu, ó Flamengo
Uma das glórias do Brasil.

(Poema “Gloriorita”, publicado no Jornal “O Imparcial”, em 23 de agosto de 1921, autoria sob pseudônimo “Miss Verity”)


O Flamengo, dois dias antes, vencera, na Rua Paysandu, o Botafogo por 3-1, praticamente eliminando o adversário da disputa do Campeonato Carioca. Alguns dias depois, o rubro-negro sagrou-se bicampeão.

Boa semana a todos,

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Como e Onde Poupar?


 Não assisti ao jogo de domingo, me fiando mais uma vez na opinião dos amigos. Tranquilo, sem problemas. Uma questão parece preocupar, o cansaço do time no final do jogo de domingo, onde foi notado um pouco além do desejável para início de temporada. Pegando uma discussão iniciada nos comentários aqui do Buteco, entre Leandro Machado e o Gustavo Brasília (por conta do post do próprio Gustavo), inverteria a lógica da discussão por conta da Libertadores. Como, onde e contra quem o Flamengo deveria poupar seus jogadores já pensando na Libertadores? Vejam:

Leandro Machado - “Temos América em Brasília na quinta, Madureira em Volta Redonda no domingo, Ceará no Castelão na quarta e semifinal do carioca no sábado (provavelmente, Vasco).
Em condições normais, eu não levaria o time titular para o jogo do América, porque ontem o time já deu sinais de cansaço. No entanto, se perdemos pro América, vamos acabar tendo que colocar os titulares contra o Ceará, o que será pior ainda, uma vez que a semifinal do carioca é no sábado e ninguém quer entrar contra os vices com o time cansado.
Resumindo: eu iria com reservas contra o América e contra o Ceará. Titulares nem viajariam e entrariam contra Madureira e Vasco.
Aí lembro de uma das últimas colunas do Melo para lembrar o cenário ideal: os reservas têm que entrar e ganhar o América, garantindo a classificação e mostrando que merecem estar no grupo do Flamengo.
Não pode é lançar os reservas e estes entrarem descompromissados com o jogo e, consequentemente, com a competição”.

Gustavo Brasília - “@Leandro Machado Eu também priorizaria o Estadual porque a Primeira Liga é tiro muito curto e no segundo semestre só atrapalhará. Em caso de eventual classificação já deixaria programada a utilização de reservas e juniores.
Eu também acho que os titulares podem estar desgastados, se bem que o jogo é quinta” […]

Eu, Luiz Filho, colocaria os titulares EM CONDIÇÕES FÍSICAS PLENAS de jogo (bom frisar), na quinta-feira, por dois motivos: O primeiro é o de valorizar a Liga, torneio mais rentável e com o mando do Flamengo na quarta, além do fato de já estarmos classificados no Carioca; o segundo e principal, acostumar o time titular a jogar no meio de semana, por causa da Libertadores (estreamos dia 8/03).

De qualquer forma, o elenco vai poder rodar, e deve ser movimentado, já que não jogaremos na rodada de meio de semana  da primeira semana de Março (1o e 02). Sem jogos, poderemos nos preparar para a Libertadores com mais tranquilidade, já que nossa estreia será na semana subsequente. Teremos também a semi-final do Carioca, que provavelmente será contra o Vasco (no final de semana anterior). Tem muita gente pra entrar, jogar e manter a qualidade do time, até incomodar a titularidade de alguns.

O torneio mais importante é a Libertadores, o foco deve ser nela. Logicamente não quero resultados ruins, e gostei da vitória no clássico. Dá tranquilidade para corrigir os erros e se preparar melhor. Tem que preparar o espírito. Vamos, Flamengo! E aí, onde e contra quem vocês poupariam o elenco, abrindo passagem para reservas e base?


Meus pêsames à Família do Paulo Henrique Filho, campeão da Copinha de 2011 como treinador, ex-atleta do clube. Minha singela homenagem é uma ficha técnica enviada pelo Nobre, Carlos Mouta. Paz e luz!

Jogo: Flamengo 1 x 0 Olaria
Competição: Campeonato Carioca - Taça Guanabara
Data: 01/09/1985
Estádio: Rua Bariri
Time: Cantarele, Jorginho, Leandro, Guto, Adalberto, Andrade, Elder (Gilmar), Ailton, Tita, Chiquinho e Marquinho (Paulo Henrique).
Gol do Flamengo: Paulo Henrique "48).
Fonte: Flapédia




Comments