terça-feira, 3 de julho de 2012

Por que não Dunga?


Hoje subscrevo um texto, de opinião que compartilho, e posso até me arrepender depois, atualmente vejo como viável na "reorganização" do futebol do Flamengo. A coluna é uma repostagem do blog de Victor Birner, e texto de Raphael Prates (onde inclusive está mais completo com a opinião de Birner). O nome escolhido para ser o novo treinador poderia ser outro, mas sinceramente não entendo a rejeição a Dunga. Leiam o texto com calma e reflitam, repensem, que discutam. Meu nome predileto para a direção da equipe de futebol do Flamengo é Oscar Tabárez (treinador do Uruguai, pelo projeto de longo prazo e a renovação do futebol uruguaio), e Marcelo Bielsa, Jorge Sampaoli e Dunga (sim, Dunga!), respectivamente, por tudo que cada nome representa, acrescentariam e muito a a nossa parca estrutura, cada um com seu cada qual. Reitero, compartilho da opinião de Prates sobre o ex-treinador da Seleção Brasileira. Boa leitura!


Defendo a total e irrestrita democracia de opiniões. Penso, sinceramente, que as divergências melhoram o nível de debates, nos ensinam e ampliam o leque de informações e/ou conhecimentos. Mas confesso que algo, principalmente no futebol, me incomoda: quando a análise pessoal se sobrepõe a profissional. “Fulano é ruim porque é mal educado”; “beltrano não serve porque respondeu mal a imprensa”. “Esse aí briga muito”. Dunga é desses casos.
A rejeição ao ex-treinador da seleção brasileira é espantosa mesmo se analisarmos friamente seu trabalho.
Ah, mas perdeu a Copa do Mundo. Trinta e uma seleções perdem a Copa, em um mês de torneio não necessariamente ganha quem é o melhor. Mas quem está melhor.
Em quatro anos, ninguém foi tão massacrado e tão vencedor quanto Dunga. Analisemos alguns fatos.
Primeiro: Argentina. Messi e Cia nunca perderam tanto para o Brasil como na era Dunga. Foram grandes derrotas.
Em Londres, um passeio (3×0) comandando por Elano. Sim E-L-A-N-O.
Nas eliminatórias, Maradona levou à partida para Rosário com o objetivo de pressionar e intimidar e viu os brasileiros se classificarem com muita autoridade.
Aliás, a classificação à Copa se deu sobre a Argentina e em Rosário. As eliminatórias nunca foram tão tranquilas na história do futebol brasileiro.
Na Copa América, o time B que tinha, entre outros, Julio Baptista, Doni, Josué, Mineiro e Vagner Love galopou sobre Messi, Tevez, Riquelme, Mascherano, Veron e Ayala na Venezuela.
A época mais perdedora do futebol argentino para a seleção brasileira foi na era Dunga.
Segundo fato: Marcelo Bielsa. O excelente treinador do Athletic Bilbao perdeu da seleção em Santiago, Salvador e África do Sul.
Você pode dizer que o Chile sempre foi pior que o Brasil. Mas, nas eliminatórias chegou em vantagem e levou de 3 na capital chilena.
Dunga tem resultados expressivos contra grandes seleções. Fosse um Muricy, Felipão ou Luxemburgo, 90% da mídia lembraria sempre das duas vitórias (2×0 e 3×0) contra a Itália por exemplo.
Claro que o trabalho de Dunga tem erros. Mesmo se tivesse vencido a Copa teria erros.
Algumas escolhas para o Mundial foram totalmente equivocadas.
Michel Bastos, Kleberson, Grafite, Julio Baptista, Josué. Dunga olhou para o banco e não tinha opções. Assim como é fato que o técnico acreditou em quem o apoiou durante toda a caminhada. Fez uma aposta, “fechou” com eles.
Não nos esqueçamos de que a derrota para a Holanda teve falha do melhor goleiro do mundo à época e um gol de cabeça com linha de passe na pequena área. Errou quem ninguém imaginasse que pudesse errar.
Dunga não teve Elano, ainda um jogador com fome e motivado. Não teve o atleta mais regular do Brasil na Copa: Ramires.
O coadjuvante Robinho sempre respondeu quando chamado. Luis Fabiano ganhou confiança que nunca teve.
A geração não é um esplendor. Dunga não aturou Adriano, Pato e Ronaldinho. E quem iria aturá-los?
Não sei como seria Dunga em um clube, no dia a dia, nos treinamentos. Mas recusá-lo porque é mal educado, responde atravessado, briga, etc não são argumentos. Já vi Muricy fazer muito pior. Felipão idem. E nem por isso são defenestrados.
Será que Dunga é pior que Leão, Hélio dos Anjos, Mancini, Joel e Oswaldo, sempre com chances no mercado? Será?”

Ubique, Flamengo!
SomoFlamengo, VamoFlamengo!
DesocupPatrícia!